Tá procurando o quê?

Jogo americano - Faça você mesmo - Dica 2

Essa é a segunda dica de como 'criar', 'fazer', um jogo americano gastando pouquinho. A ideia da sequência de três dicas de 'faça você mesmo seus jogos americanos' é mostrar que podemos fazer o que quisermos 'baseado' em algo que vimos ou apenas por ter tido uma ideia ao olhar pra um material qualquer.

A primeira dica de jogo americano fácil de fazer é essa aqui.

Dessa vez encontrei esse material plástico super fofo, chamado de 'passadeira' que me fez querer levar pra casa 4 cortes com uma queda pequena em cada lado da minha mesa. Então, na verdade, com essa dica você não tem que fazer nada, rs, tem só que comprar uma 'passadeira' um pouco maior que o tamanho da sua mesa (para mesas quadradas) ou que a largura e o comprimento das mesas retangulares ou diâmetro das mesas redondas, sempre na quantidade da metade das cadeiras, ou seja, para minha mesa de 8 cadeiras, comprei 4 'passadeiras' de 1,80m cada (a mesa tem 1,40m - deixei caimento de 20 cm de cada lado):

Por mais 'antiguinha' que seja a passadeira, ela compõe bem uma mesa, principalmente quando se trata apenas de duas paralelas. Tenho em tecido e claro que ele é muito mais elegante, porém o plástico é prático e pode deixar seu dia a dia simples e divertido. O lema é variar e o plástico é um material super explorado, com estampas das mais variadas, uma ótima opção:

Você pode também, se quiser, comprar quantidade menor, suficiente apenas para você cortar jogos americanos de tamanho padrão com esse material plástico.

Mas há diversos materiais de passadeiras também interessantes para virarem jogos americanos. Deixe suas preferências falarem mais alto. O post veio pra lhe dar a dica dos materiais que podem virar jogos americanos simplesmente usando uma tesoura.

Dois tipos de jogos americanos combinados também podem dar uma diferenciada bem vinda...


Espero que tenha gostado também dessa dica de jogo americano estilo passadeira.
Aguardem a última dica de jogo americano 'faça você mesmo' que é mais trabalhosa, mas que lhe permite variar ainda mais...

E a gente se vê e se lê por aqui e...
... nas redes sociais:







Read more...

ESPÁTULA: inclua uma junto aos seus materiais de limpeza!

Tá vendo essa coisinha aí em cima? Gosto de brincar que é um item indispensável de limpeza. Claro que é exagero meu, mas vou te mostrar agora e tentar te convencer a ter uma também e carregá-la sempre que for varrer e/ou passar um pano na casa.

Ao passar o pano na casa, nos deparamos com alguns ou 'muitos' sujinhos grudentos. Eles grudam no piso de uma forma que nem colocando toda a força no rodo com o pano a gente consegue eliminar. E é aí que entra a espátula. Mas é claro que uma espátula pode arranhar alguns tipos de piso e, portanto... muito bom senso nessa hora. Para porcelanatos, por exemplo, prefira estragar sua unha a usar uma espátula! Ela é uma mão na roda para pisos de pedra como o granito que não arranha e aí... encontrou um grude qualquer?

Espátula nele!

A espátula deve ser usada como aliada no processo de limpeza. Viu que tem algo agarrado, tira com a espátula:

E tinta que porventura esteja ainda no seu rodapé ou respingada no seu piso? Espátula nela!




Mas, além de tirar grudes, a espátula também é um boa aliada para ter acesso à sujeira nos cantinhos onde nem a vassoura nem o pano de chão alcança.

E viva a espátula... uma ajudante e tanto, não acha?


Gostou da dica?
Espero que sim e a gente continua se vendo e se lendo por aqui e...
... nas redes sociais:






Read more...

Prato bonito é exercitar o olhar e uma expressão de carinho: como montar um belo prato?


Eu sei que estou devendo pra muitos leitores a receita desse arroz de limão (que aprendi com a Karine, prima do meu marido), mas, desculpem-me, porque, de novo, não vai ser hoje, rs. E esse molho madeira sob o tornedor de filé da foto? Esse também algum dia desses tenho que dedurar a receita no blog. Digo 'dedurar' porque é receita que meu marido faz e que ele aprendeu com um amigo expert na cozinha,  o Bernardo. É feito demoradamente com redução que leva vinho madeira Izidro R.

Enfim... a ideia era lhe dar água na boca mesmo, motivando seu apetite pelo olhar. Porque o 'olhar' é algo que deve ser atraído e, atraído, atiçar sua fome, seu consumo, sua vontade de fazer algo.

Eu sei que no dia a dia e, como gostam de frisar alguns, na vida de verdade, as coisas acontecem de forma corrida, com umas pitadas de preocupações e estresse e que, sendo assim, tem gente que acha uma bobagem gastar tempo pra montar um prato bonito pro esposo ou pra mulher na hora do jantar... pros filhos então! Mas eu acho que praticar o conceito do prato bonito é algo muito possível (e rápido) e benéfico pro dia a dia de todo mundo. A mulher que já tem que fazer o jantar mesmo, no lugar de criticar o ato do prato bonito, como sendo mais um 'estorvo', deveria pensar em como fazer um prato bonito vai valorizar todo o trabalho que teve. Pensamentos positivos fazem com que sejamos mais felizes no dia a dia. Claro que por vezes é divertido e bem vinda a informalidade. Cada um se servir à sua maneira de comida boa feita com carinho é tudo de bom e todos esses momentos reais são muito bem vindos no nosso dia a dia. Mas em momentos específicos, como o de 'já que vou ter que esquentar o mexidão pras crianças no microondas, por que não esquentá-lo em forminhas com formatos divertidos?' Eles vão amar. Todo mundo ama um prato bonito, carinho e sorriso, não é? A vida fica mais leve quando aceitamos conceitos que só fazem agradar. Praticar o amor é praticar atos bonitos.
E se o olhar é um primeiro teste para comidas gostosas, essas tem obrigação de virem bonitas para quem vai comer. Tudo fica mais gostoso assim e hoje vou te mostrar como é fácil fazer, inventar um prato bonito. Tudo que você precisa é boa vontade e um tempinho extra antes de colocar a comida na mesa.

Além de comer com mais apetite, um prato feito bonito é uma forma de comermos apenas o que foi servido, deixando de repetir (apesar do costume) e aos poucos, emagrecendo. Como o melhor, permita-se de tudo, mas crie um limite. Você vai viciar em pratos bonitos em lugar de pratos exageradamente cheios e feios:

Então! O que temos pro jantar?

Temos um arroz de limão:

Temos um filé grelhado:

Temos um molho madeira:

E pra montar os pratos de forma bonita... do que precisamos?

Precisamos dos pratos em mãos:
 

Precisamos também de ingredientes extras, e para eles, deixe a criatividade falar mais alto. Aqui temos geleia de pimenta que super combina com carne vermelha e temos um ramequim, essa peça de louça branca abaixo. Pra que servem?

O ramequim é uma fôrma de suflê (leva o nome de um prato francês famoso feito nessas mini fôrmas refratárias) e queremos ele aqui apenas para dar forma ao arroz. Você pode usar xícaras de diversos formatos ou qualquer vasilhame com volume e formato interessante para compôr o prato. No fundo você pode incrementar com qualquer ingrediente se quiser tornar o topo mais bonito, ex: lâminas de amêndoas, queijo parmesão, etc. Ou simplesmente sem topo, apenas um único conteúdo:




 Outras ideias também são muito bem vindas... aqui meu marido faz cortes na vertical em um palmito:

Agora temos um palmito bem posicionado, um arroz emoldurado no ramequim, uma geleia de pimenta estrategicamente colocada entre o arroz e o molho madeira...

Para enfim a grande atração do prato, coroá-lo lindamente:

Que tal o prato? Essas montagens, por vezes, parecem a prática de artes comtemporâneas... Deixe seu paladar mais aguçado, capriche nos pratos quando estiver servindo amigos e familiares. Faça isso no seu dia a dia e verá que até o sabor da comida é aguçado. Faz bem pros olhos e pra alma! Invente formas próprias, deixe sua marca. Saladas podem ser servidas em taças, cultive a frase 'por que não?' e verá que vai criar lindas composições!

Espero que tenha gostado da dica!
E deixo outros pratinhos publicados no meu Instagram pra nos inspirar:



 


E a gente se vê e se lê por aqui e...
... nas redes sociais:






Read more...

Jogo americano fácil de fazer - dica 1

Jogos americanos podem e devem ser improvisados, afinal queremos ter um monte pra variar no dia a dia, mas desanimamos de comprar todos prontos porque não são baratos. Um clássico que adoro é o jogo americano de couro. É lindo e durável, mas custa caro. A ideia hoje é fazer algo que lembre o couro e dê pra gente gastar pouquinho e ter um jogo americano que faça uma bela composição de mesa.

Se não queremos gastar muito, mas queremos algo 'parecido' com couro, no que pensamos? Pensamos nos couros sintéticos... que são chamados courinos, courísssimos, etc. 

Vá numa loja de plásticos e/ou materiais de estofado e compre a metragem proporcional à quantidade de jogos americanos que precisa. Se for numa loja grande, vai achar uma variedade bonita de texturas e estampas que vão ficar ótimas transformadas em jogos americanos. Escolhi o material abaixo:


Gostei da textura e como é imitação de um trançado reto, logo vi que isso facilitaria o corte (afinal, nesse caso, é só seguir a linha do quadrado):

Cortei na medida de um tamanho de jogo americano que gosto daqui de casa:



O fundo é um flanelado grosseiro, mas que não faz diferença, afinal, vai ficar escondido, rs. A ideia é que façamos os jogos americanos da maneira mais prática e barata, mas claro que quem souber costurar, comprar o dobro do tecido é interessante, pois aí é costurar um jogo americano dupla face, valendo até ser de outra estampa, cor ou textura o lado de baixo, fazendo um jogo americano 2 em 1:








Espero que tenha gostado, em breve publico outras formas simples e $baratas pra fazer jogos americanos pra casa da gente.

E a gente se vê e se lê por aqui e...
... nas redes sociais:






Read more...
Instagram
Twitter

Receba os posts

  © Obt. para dona perfeitinha.com - Todos os direitos do blog reservados - Copyright © 2013 - Veja nossa política de privacidade.

Para cima!