E quem não gosta do carnaval?

COLUNA DA AUTORA - CRÔNICA



Quem prefere tranquilidade à folia intensa do carnaval, também pode se programar. O tempo para fazer nada, se organizado, torna-se criativo e proveitoso. Quem há muito quer assistir a séries da Netflix? Virar a noite lendo até o amanhecer? Talvez o feriado do carnaval ajude! Mas há muito carnaval que não necessariamente é aquele da bagunça, dos beijos em números que excedem o bom senso de tempos de não carnaval. 

Há carnavais de crianças (como os de clubes) e quem tem filho precisa se esforçar a levá-los para se divertirem um pouquinho. Por mais que nós pais já queiramos mais sossego, a chance de diversão dos nossos filhos, na infância, depende só da gente. Quem acha que carnaval não é coisa de criança, não sabe a maldade que pratica. Pergunte ao seu filho se ele gostaria de dançar, fantasiar-se, brincar com outras crianças, conhecer um pouco do carnaval de rua, enfim! Pergunte a ele antes de impôr uma proibição a algo que simplesmente se trata de um tempo livre dos estudos para brincadeiras. Se, porém, você não pergunta, está apenas evitando conhecer mais a fundo seu próprio filho. Preferir a ilusão à realidade das coisas é o mesmo que pedir para que, aos poucos, conversas sejam evitadas e mentiras sejam ditas.

E vamos brincar! Mesmo que em casa, mesmo que sozinho! A brincadeira não pertence só às crianças. Não gostar de samba não determina que ninguém seja doente da cabeça ou do pé, mas gostar de música faz bem e, independente do estilo, ouví-la no carnaval é ponto pro alto-astral. Evitemos as letras melancólicas nesse momento, por mais lindas que algumas sejam. Vamos pegar o bonde da alegria, pois dessa folia todos devemos gostar.





Um dó ou uma dó? Como falar e escrever?


Essa palavrinha, dó, é um sentimento de solidariedade com a dor, com a dificuldade ou o sofrimento de alguém.

Sentimos dó em diversos momentos das nossas vidas e, por mais que sentir dó não ajude ninguém, sentimos e nos expressamos a esse respeito.

E, ao falarmos desse sentimento, temos de nos preocuparmos em falarmos corretamente.


Mesmo entre pessoas de muitas leituras e estudos com quem convivo, ouço muito o uso errado dessa palavrinha, o que, portanto, vale a postagem, já que é um equívoco bobo, já disseminado, mas que pode ser facilmente corrigido.
Como você fala?

"Eu sinto um enorme daquela criança."

ou

"Eu sinto uma enorme daquela criança."


A forma em itálico é a correta, pois a palavra 'dó' é um substantivo masculino.


Então, se formos falar do nosso sentimento de dó, lembremo-nos disso!


Outros exemplos com uso correto:

"Não tenho nenhum dó de quem perde oportunidades por falta de esforços."

"Tenho um grande dó de crianças que apanham de seus pais."


Exceção:

Não há exceção. Mas, há, porém, a palavra Dó, que é um substantivo próprio que dá nome a uma nota musical. Nesse caso, Dó é um substantivo feminino (a nota musical Dó) e, portanto, segue a regra inversa do sentimento de dó.


A gente se lê e se vê por aqui...


Arranhou a TV de LED, LCD ou de Plasma? Como melhorar a aparência do arranhão!


Meu marido pensou nessa solução anos atrás quando nossa primeira filha tinha seus dois aninhos de muita energia e peraltices. 

Àquela época, tínhamos uma TV que ficava à altura de suas mãozinhas na sala e, como é de se esperar nesses casos (sim, isso vai acontecer se houver criança pequena no recinto, acredite, rs!), nossa pequena Sofia, com um brinquedo na mão, arranhou toda a tela da nossa televisão.

AQUI a antiga postagem daquele momento.


O procedimento que usamos é simples e funciona para que a luz refletida pelo arranhão seja menor e, portanto, melhore a aparência geral da TV arranhada:



- Com uma flanela macia e pasta de dente branca, faça um polimento com movimentos circulares em toda a região do arranhão. Os componentes abrasivos da pasta de dente funcionam sem agredir a tela. O polimento faz com que a luz deixe de ser refletida pelo arranhão e, portanto, os arranhões que continuarão (infelizmente!) na tela deixam de se destacarem em meio ao preto. Para percebê-los depois disso, somente olhando de perto.

A gente se lê e se vê por aqui...

Pensamento do dia

ESSA é uma postagem de apresentação da seção 'Pensamento do dia' do blog.

Quando publicamos: Em alguns sábados.

Essa seção do blog traz notas de agradecimentos para que fomentemos nosso positivismo, nosso olhar para as coisas boas que vivemos ou que temos em nossas vidas. São poucas palavras para elevar-nos em relaxamento, em generosidade, em amor, em paciência, em boas condutas. Todos precisamos dar mais valor ao que acontece de bom ao nosso redor em lugar de deixarmo-nos dominar negativamente e por completo pelo que acontece de ruim.

A ideia é distribuirmos palavras de gratidão, amor e carinho.

Abaixo, citação de um personagem interessante da série 'The Walking Dead', que escolhi para marcar referência dessa seção no blog:


Indico, para quem quer avançar em bons pensamentos, em despreocupações, adquirindo mais leveza na vida, a prática da meditação Mindfulness que estou tentando aprender e disciplinar-me. Esforçar-nos a deixar nossa mente mais tranquila e mais plena, tem reflexos positivos em vários aspectos das nossas vidas. Quem apresentou-me ao Mindfulness como prática de meditação foi uma amiga querida, a Carla. Indico livros como Atenção Plena (Editora Sextante), a própria prática de alguma das vertentes da Mindfulness que já é praticado em diversas cidades brasileiras. Há APPs que vendem aulas práticas diárias que também são bastante interessantes. A ideia principal é concentrarmos nossa atenção em nossa respiração. Estou gostando.

Cesto dobrável para organizar as almofadas da cama



Caramba! A Camicado me enviou organizadores que realmente vão facilitar, agora com mais elegância, o que estava precisando de melhorias aqui em casa.


E hoje quero muito mostrar a solução prática que dei à necessidade de um lugar para alojar sem sujar as almofadas da cama do nosso quarto de visitas.

Esse cesto lindo da linha Plie está fazendo a vez do que sempre precisei para isso! Solução mais simples e bonita não tem! O quarto continua organizado quando a cama de visitas é usada:

O mais legal desses cestos, além de serem multiusos, é que podem ser dobrados e guardados atrás de qualquer móvel. Eu amei meu presente.

Quem se interessou por esse cesto lindo, o link pra ele é esse aqui.

E a gente se lê e se vê por aqui...

Mamãesofia

ESSA é uma postagem de apresentação da seção Mamãesofia do blog.

Quando publicamos: às terças-feiras.


Nessas postagens falaremos das nossas posturas, erros e acertos enquanto mãe e enquanto pai. Discutiremos o que pode ser mais acertivo para que nossos filhos cresçam pessoas de bons valores, com boa autoestima, independentes e mais felizes. A palavra mamãesofia é quase um trocadilho, pois é uma postagem antiga do blog, da época em que eu era mãe apenas de uma menina, a Sofia. Hoje, já sou mãe também do Samuel.

Temos nessa seção postagens que filosofam a maternidade com o intuito de agirmos melhor enquanto pais de seres que precisam muito do nosso afeto, atenção, carinho e alguns 'nãos' e orientações no processo.

Abaixo, citação de Shakeaspeare, em sua obra Hamlet, que escolhi para marcar referência dessa seção do blog:

Adoraria receber muitos feedbacks dos meus leitores para que eu também aprenda com eles e ainda possa conduzir as postagens de acordo com as questões mais levantadas nos comentários. Cresceremos juntos a essas conversas e aprendizados.

Gostaria de indicar um PodCast e Canal do YouTube de uma psicóloga infantil que adoro e que tem ponderações sensatas sobre diversos assuntos da maternidade. Ela divide tudo com a gente e com ela eu me inspiro bastante dentro dos assuntos que trato aqui no Mamãesofia:

PodCast Conversa com Criança (clica e aprenda como ouvir através do APP de PodCasts, do seu celular)
Canal do YouTube da psicóloga Daniela Freixo de Faria


A gente se lê e se vê por aqui...

Como consertar o acabamento dos móveis de MDF que descolou

Essa dica é antiga aqui no blog e também lá no @talitadonaperfeitinha (Instagram).


Com a volta das postagens por aqui, fiz fotos especialíssimas para mostrar o passo-a-passo desse procedimento de recolagem do acabamento dos móveis de MDF. 

Aprendi esse truque com um marceneiro que trabalhou aqui em casa há mais anos.

E a lógica é simples. O acabamento se solta quando a cola que o fixava seca. Para que a cola seja novamente aderida ao móvel, precisamos reavivá-la, esquentando-a.

Como esquentamos a cola?

Simples! Com um ferro de passar roupas!

Fazemos isso deixando o ferro, já quente, sobre o acabamento de MDF que se soltou por alguns segundos. Tipo... um, dois, três, quatro... E verificamos. Repetimos quando necessário e por toda a extensão de acabamento solto:




 Pronto!



Aqui em casa, sempre preciso desse truque. Já usei na minha mesa da cozinha, na mesa de centro da sala, nos guarda-roupas e agora precisei usar também no banheiro, já que por um probleminha na ducha higiênica (também já solucionado!), o acabamento do armário de MDF se soltou.

Manutenções simples assim não devemos adiar.
Mãos ao ferro de passar!!!!

A gente se lê e se vê por aqui...


Juntos - POESIA


Ser, estar, querer
Ver através dos seus olhos 
Agradar você.
Perguntar sobre sua vista,
Seu mundo.
Tentar entender.

Brincar junto,
A qualquer sugestão.
Ser parte do todo
Do nós,
Por opção.

Querer de verdade,
Sem deixar pra refletir 20 anos depois
De afetadas tantas vidas.
Refletir sobre o ontem e o hoje,
Hoje!
Para melhores amanhãs.

Querer!
Querer melhorar
Querer transformar 
Transformar-se, digo.
Pois consigo em mim e apenas isso.

Posso influenciar condutas,
Ajudar nas reflexões,
Mas mudar, mudar mesmo,
Somente eu
E a mim mesmo.

Amar o outro tal como é,
Sem esperar igualdade,
Pois a fórmula da natureza é unidade sem fôrma.
Justamente por isso, tudo é tão incrível!

Não anunciemos defeitos.
A menos que sejamos perfeitos.
Os olhares amenos,
Por vezes sorridentes,
Para o outro, 
É sinal de sabedoria.
Só esses entendem
E podem rir das tantas incoerências
Da vida,
De justificativas,
Da tal sobrevivência.

Melhor conhecer a evitar interpretar o que vivemos.
Uma chance só 
É o que temos!

Minha escolha?
Enxergar o que te faz feliz
E estar ali para te apoiar a sorrir.
O mesmo para mim.
Para sermos justos e querermos estar juntos!