ENTREVISTA: DONA PERFEITINHA

by - 22.2.09


Oi gente! Essa semana a entrevistada sou eu. As entrevistadoras foram Aline Saraiva, Ana Medeiros, Cláudia Pimenta, Pri Tescaro e Andressa que me deixaram perguntinhas. Muitíssimo obrigada pela ajuda, meninas. Adorei as perguntas.

Meu nome é Talita Cavalcante, tenho 26 anos e sou de Ponte Nova, MG. Formei-me em Gestão Hoteleira e Turismo e fiz duas pós-graduações: uma em gestão de pessoas e outra, um MBA em gestão estratégica de negócios. Trabalho construindo sites, em casa mesmo. Minhas maiores alegrias são meu marido e nossa filha. Estou adorando essa vida de blogueira. O dona perfeitinha tem sido um orgulho pra mim.





1 - (Andressa) Com quantos anos você teve sua menininha? Foi uma surpresa pra você ficar grávida ou foi tudo planejado?

Oi, Andressa! Eu e meu marido éramos noivos quando soubemos sobre Sofia. Adiantamos a cerimônia de casamento, já que a data anteriormente planejada cairia no mês de nascimento dela. Namorávamos há 6 anos e sempre planejamos ter filhos. Nos primeiros meses da gravidez da nossa pequena, mesmo sem saber sobre ela, falávamos muito em bebês. Eu, em especial, babava em ver crianças com suas mamães e papais. E estava naquela fase louca de ouvir musiquinhas infantis, perder o apetite, renegar pizza que tanto gosto. Só mais tarde, num dia de natal, ao saber sobre a gravidez já de 16 semanas é que a ficha caiu e pude ligar minhas estranhas atitudes ao fato da gravidez. Aposto que estão se perguntando como aconteceu de eu engravidar e levar 16 semanas pra perceber, né? Na verdade, levou 16 semanas pra aparecer um ovinho, uma bolinha no cando direito da minha barriga. E eu estava preocupada com outras coisas ao pedir meu pai que fizesse em mim aquele ultrassom. Nem imaginava, já que tomava certinho meu remédio. Então, ao ver minha pequena alí na telinha do aparelho, toda formadinha, toda linda, foi felicidade em dobro. Eu tinha 25 anos quando Sofia nasceu.


2 - (Pri Tescaro) Como é fazer esse trabalho de criação de sites/blogs?

Oi Pri! Eu adoro trabalhar com criação. Em especial ao fazer sites de casamento. Adoro o romance evidenciado, aquele clima de amor eterno. Acredito muito nisso, apesar de saber que muitos casais levam casamento em termos transviados. Também adoro criar blogs de aniversários infantis. Acho que entro no clima da fantasia incutida e coloco minha criatividade de criança pra dar as caras. Comecei trabalhando com isso quando minha filha fez 1 ano e eu quis fazer algo diferente pra ela. O blog ficou tão bacana - apesar de arcaico por meus poucos conhecimentos naquela época - que visualizei nele uma boa oportunidade de trabalho. Passei alguns meses estudando e, só então, comecei a trabalhar efetivamente. Durante o período em que estudava, presenteei alguns amigos com blogs de casamento e isso me ajudou a divulgar meu trabalho.

3 - (Pri) Trabalhar em casa é mais gostoso? Dá para aproveitar melhor a família?

Pra uma mãe como eu, não há nada melhor que trabalhar em casa. Acho perfeitamente possível e necessário que algumas mães trabalhem fora e deixem seus filhos com babás ou em creches, mas não gostaria de ter que fazer isso. Sou muito ligada na questão educação pai pra filho e acho que se eu e meu marido pudermos passar o máximo de horas possíveis ao lado dos nossos, é o melhor presente que daremos a eles. É um privilégio também pra mim, já que acompanho cada aprendizado da minha filha, sendo eu e meu marido a lhe passar valores, hábitos e apresentar-lhe o mundo. É gratificante dar-lhe banho, cortar-lhe os cabelos, estar ao lado dela quando fica doentinha, amamentá-la, ensiná-la a comer sozinha, enfim, ser eu e meu marido a ensiná-la a maioria das coisas.

4 - (Pri) Mas você não sente falta do contato com outros profissionais?

Quando fazia faculdade e depois meu MBA, morava em Belo Horizonte e trabalhava também. Estava muito mais em contato com 'pessoas' do que estou agora que moro em uma cidade de cerca de 20.000 habitantes apenas. Certamente, no início, foi um pouco difícil passar os dias cuidando de minha filha e esperando meu marido voltar do trabalho. Estava ficando um pouco 'pirada' com essa situação. Já trabalhei em agência de viagem que é um movimento louco de pessoas, assim como em ambiente acadêmico, além do meu trabalho num jornal de turismo. Este último era mais o perfil que sempre desejei para trabalhar. Hoje, com o dona perfeitinha e meus trabalhos de criação de sites de eventos, estou bastante satisfeita, apesar de ter saudades daqueles com quem já trabalhei ou estudei, o que considero normal a qualquer pessoa.

5 - (Ana Medeiros) Achei curioso, em um de seus comentários em nosso blog, você falar que, por opção, não trabalha fora. Gostaria de saber o que te levou a tomar essa decisão, já que estudou, fez pós e tal. Não pretende voltar ao mercado de trabalho?

Oi Ana! Realmente, nos dias de hoje, optar por não trabalhar é curioso. Além do fato de a cidade onde eu moro não possuir mercado de trabalho ao qual eu ficaria tentada a buscar um emprego, também optei pela profissão de 'dona de casa' porque gosto muito. Sou um pouco machista nesses termos. Gosto de seguir meus instintos de mulher. Adoro assumir meu lado mãe, protetor e cuidador e também o de esposa com dedicação integral. Sempre dei muito valor aos estudos, a agregar conhecimento profissional. Talvez, quando voltarmos a morar em Belo Horizonte, eu volte a pensar em atuar novamente na área de formação que escolhi. Entretanto, não visualizo a cena. Acho que encontrei algo mais prazeroso e que poderá ser tanto quanto ou mais rentável com o tempo.

6 - (Cláudia Pimenta) Oi Talita! Não sei se vc já contou por aqui, mas fiquei curiosa com o nome do seu blog (como boa psicanalista)... Você é a dona perfeitinha?

Oi Cláudia! Sou uma 'perfeita' dona perfeitinha. Não nos termos de forma de se vestir ou coisas do gênero. Se bem que quando criança era bem chatinha em tudo que envolvesse roupa, cabelos e acessórios. Mas há em mim uma grande diferença da criança para a 'menina' que me tornei. Quase não uso salto alto, nem brincos, nem mesmo batom ou esmalte vermelhos. Sou então uma dona perfeitinha que planeja antes de agir, gosta de andar na linha, cumpre suas obrigações no tempo e da forma combinada, estuda muito, lê muito e reconhece seus erros. Esse tipo em exagero que, para alguns, é quase um defeito e que pode ser confundido com 'ser metido' ou 'ser chato demais'. Boring. E, às vezes, tenho mesmo que controlar minha chatice, reconhecê-la, pedir desculpas. Como uma boa dona perfeitinha, odeio meus momentos de chatices e procuro alegrar e encher a vida de quem amo de carinhos, da minha forma sutil, mas sincera.

7 - (Cláudia Pimenta) Qual o impacto do blog na sua vida? bjs!!!

O dona perfeitinha está pra completar 2 meses e é um orgulho pra mim poder ter esse espaço pra conversar com pessoas tão interessantes, mas que nunca encontrei pessoalmente. Acho que meu blog, além de preencher parte do meu tempo livre, também me instiga a ser mais criativa. E me enche de alegria por me permitir fazer amizades caríssimas. Sinto-me conhecida dessas pessoas e sinto-me também estimada por elas. E sinto uma admiração profunda por muitas e gosto de expressá-la quando posso. O impacto foi bastante benéfico.

8 - (Aline Saraiva) Quais foram suas maiores influências para a construção e manutenção desse blog?

Oi Aline! Fui totalmente influenciada e incentivada por meu marido a criar o dona perfeitinha. Ele é meu companheiro de todos os momentos. Me apoia e me incentiva como ninguém. O dona perfeitinha foi planejado no papel, procurei fazer tudo 'perfeitinho' como um plano de negócio. Trabalho com carinho e vontade de agradar meus leitores. Tô tão feliz por ter várias pessoas lendo o que escrevo. Escrever postagens já faz parte da minha rotina diária e é como um hobby. Gosto e me dedico da melhor forma. Mas, sem o apoio do meu marido não seria a mesma coisa. As postagens não teriam o mesmo valor.

9 - (Aline Saraiva) Como teve a ideia para o nome e como surgiu seu interesse em construir este veículo de comunicação tão interessante e divertido que é o "Dona Perfeitinha"?

O nome do blog veio da ideia que faço de mim mesma e suas seções envolvem a maioria das áreas de meu interesse que me permito escrever a respeito. Meu interesse em criá-lo surgiu num momento em que me sentia sem muito contato com o mundo fora do ambiente familiar. Meu marido deu a ideia e eu a coloquei em prática. Planejei o blog de forma que pudesse ser um meio de conversas escritas. Se for a um restaurante, vou falar dele por aqui. Se comprar algo que gostar bastante, vou dar a dica de consumo. Se eu escrever uma crônica, poderei publicá-la. Se quero falar de maternidade, de coisas do lar ou de crenças, o espaço me permite. O dona perfeitinha estreiou no dia em que fiz 8 anos de namoro - 1 de janeiro de 2009 - propositalmente, já que aqui também deixo meu lado romântico falar. Adoro esse espaço.

You May Also Like

19 comentários

  1. Oi, Talita!

    Legal ter lido essa entrevista e ter sabido um pouco mais sobre você. :)

    Me identifiquei (um pouco mais do que imaginava) com você em algumas coisas: deixar de trabalhar fora por opção e ser muito bem resolvida com relação a isso, gostar tanto do próprio blog e realmente levar o hobbie a sério, ter um marido super incentivador de um projeto pessoal como é um blog e que nos traz tanto prazer. Eu também não moro na cidade onde estão minhas raízes. Sou de PE e estou no interior de SP, e como você, também encaro o blog como mais uma possibilidade de contato com o mundo.

    Parabéns pelo Dona Perfeitinha. Ele é um espaço de informação com textos muito bem escritos e abordagens muito interessantes.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a entrevista!
    Tem selinho pra você lá no meu blog.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Tatai,

    passei por aqui para ler sua linda entrevista.

    Fico feliz pelo sucesso do seu site/blog.

    Sempre que possível, tenho tentado contribuir com alguns pitacos para esta maravilha de projeto que é o donaperfeitinha.

    Na verdade, esta é a Talita... essa a Talita, a Tatai, o meu amor,... meu e da nossa pequena Sofia.

    Te amo.

    Um beijo do seu fã número 1.

    SEU, Samu.

    ResponderExcluir
  4. Talita,
    adorei te conhecer melhor.
    O seu blog é o máximo e super criativo.
    Você é linda.
    Carla -BH

    ResponderExcluir
  5. Talita, menina, você é linda. Amo suas postagens. Continue.
    Joana-Sampa

    ResponderExcluir
  6. Perfeitíssima,
    adoro suas dicas para casa.
    Parabens pelo site.
    Um beijo.
    Mariana
    curitiba

    ResponderExcluir
  7. Talita,

    Parabéns amiga! Sabias decisões. Eu também penso, quando terminar de estudar e ter meu bb, ficar um tempo trabalhando em casa pra acompanhar o crescimento dos meus filhos, Vc é um exemplo de mulher moderna mas que não perdeu o gostinho do que é ter e querer uma familía bem estruturada e feliz.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  8. Amei a entrevista!!! Foi legal saber um pouco mais sobre você, gosto muito do seu blog e me inspiro em você lá no Entre fotos e beijos.
    Tá linda na foto!!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  9. afff... to na conta google do meu marido... mas sou eu, a Andressa do entre fotos e beijos!!

    ResponderExcluir
  10. Amoooooooo seu blog!!!
    Aqui, leitora diária!!

    ResponderExcluir
  11. Como entrevistadora, estou satisfeita com as respostas.....rs!
    Adorei te conhecer um pouco mais e saber da sua história. Sucesso sempre, pois o dona perfeitinha é tudo de bom!

    Beijocas

    ResponderExcluir
  12. Eu tbm sempre gosto de suas dicas.
    E foi muito bom conhecer um pouco mais de você ...
    Gostei da entrevista.
    beijos, Jê

    ResponderExcluir
  13. Talita, adorei sua entrevista, parabéns, abraços...
    Aline Saraiva

    ResponderExcluir
  14. Moça o seu blog, os seus comentários lá no entre atos e entre tantos, me incentivam, motivam, pq sei que vc realmente lê, se envolve, busca rsponder a todos que passam por aqui e que seus elogios são sinceros.
    Grande Beijo.

    ResponderExcluir
  15. Adorei sua entravista! Trabalhar em casa é muito bom mesmo...Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Olá! Gostei muito da tua entrevista. Eu também tenho u percurso idêntico ao seu. Tirei dois cursos superiores e uma pós-graduação na área de ensino. O mercado de trabalho também não está muito famoso em Portugal. Também optei por ficar em casa e há cerca de um dois anos um amigo meu falou -me seste mundo fantástico das blogagens. E aqui estou, a cidar de dois meninos, um com seis anos (para o ano já vai para a escola ) e outro com quase 2 anos. Estou a acompanhar a evoluçã e crescimento deles e não me arrependo disso. Não há melhor presente que uma~mãe possa dar, senão estar presente nos momentos mais importantes das vidas deles.

    Obrigada por partilhar um pouco da sua vida. Afinal há outras mulheres a pensar como eu...e a prova disso esta´nesta entrevista.

    Um grande sucesso!
    Vou acompanhar-te de perto.
    Bjs Susana

    ResponderExcluir
  17. Comentário de Mônica Paiva do blog
    http://moniquinhaquinquinha.blogspot.com/

    transferido para essa postagem:

    Talita
    Eu não sabia, porque sou meio tonta, que você é das Minas Gerais. De onde você é?
    Venha até Belo Horizonte.Ficaremos, Mamae, Andrea e eu felizes por nos encontrarmos. Não deve morar tão longe!

    Tenho orgulho de ser sua amiga. E o retrato que vi agora mostra uma jovem além de simpatica de muito talento.
    Seu marido tem de cuidar bem de suas duas meninas.
    Parabéns por ter um blog tão ecletico: todas as pessoas: homens, mulheres, senhora e as solteironas como eu vão querer sempre estar por dentro das novidades.
    Voce é genial!
    Fique com Deus!
    Com carinho
    Um abraço carinhoso em Samuel e Sofia.
    Com amor
    Monica

    ResponderExcluir
  18. Eu estou virando sua fâ...tbm sou dona de casa por opção, ja que curso pedagogia e terminei a administração, quero cuidar da minha menina e gosto de ser mãe, esposa e mulher em tempo integral...adorei a entrevista.

    ResponderExcluir
  19. Bom dia Talita, adorei seu blog, procurava alguns sites sobre organização de casa, achei o seu, adorei a entrevista, gostei porque você me pparece transparente, inteligente, e assumida, nos dias de hoje não é fácil assumir seu lado "Dona de casa feliz", temos que trabalhar fora, sermos profissionais de sucesso, lindas, maquiadas, em forma, a casa ainda deve estar brilhando e a comida sempre difierente e excelente, os filhos tem cada vez mais atividades e temos que seguir tudo, ser moderna é realmente muito complicado... Vou começar a seguir você por aqui, de vez em quando apareço e vou me apresentando, mas pelo tudo que li já, você trabalha em cas e muito e não só na arrumação e criação da princezinha, faz blogs, escreve aqui ... este pode ser considerado seu lado profissional e de sucesso... eu sou biológa e a maioria do tempo produzo meus relatórios e artigos em casa também, não vejo diferença nisso, só porque não temos um escritório p/ ir, rssss ... beijos
    E muito obrigada por compartilhar conosco dicas tão uteis, vai me ajudar muito... (preciso melhorar a arrumação por aqui, a minha casa anda uma zona, rsss)

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.