ENTREVISTADA: Elaine Gaspareto - pespontadeira

25.6.09 Talita Cavalcante 14 Comentários

Elaine é a sétima das entrevistadas de junho do dona perfeitinha. Ela participou da brincadeira de votação com as seguintes imagens:


Elaine Gaspareto é pespontadeira (costureira de sapatos). Ela adora ler e escreve com emoção. Tem muito bom senso e soube aproveitar cada aprendizado que a vida lhe proporcionou. Em seu blog Um pouco de mim, não há leitor que não se envolva com suas palavras. Centrada e ponderada são palavras que, na minha opinião, a definem bem. Escolhi essa imagem abaixo, que ritirei de seu próprio blog, para representá-la. Apesar de preferir preservar sua imagem, Elaine transparece uma alma saudável e boa. Não tem filhos, mas tem 7 cachorros a quem dedica muito amor e atenção, compartilhados com seu marido.


1) Oi, Elaine! Como é a profissão de pespontadeira nos dias de hoje?

Muita gente me pergunta o que é uma pespontadeira. É uma costureira de sapatos. Na verdade é quase um designer já que não se trata apenas de costurar mas sim de montar o calçado para só então costurá-lo. É a profissão que eu escolhi e safisfaz minhas necessidades.

2) Trabalhar em casa é mais prazeroso?

Sim, pois faço meu horário, sem pegar trânsito, sem stress. Preparo o almoço do marido, cuido dos meus cachorros...E não tenho nem chefe nem patrão.

3) Você adora sapatos ou apenas adora o trabalho que tem?

Gosto muito de sapatos sim, e sou do tipo que olha uma vitrine e fica decifrando como o calçado foi confeccionado, fico admirando. Mas não gosto de salto alto. Acho lindo e elegante mas prezo mais o conforto. Acho que isso deriva do fato de que eu conheço bem os males do salto rsrsrs

4) Sei que é casada há 13 anos, não tem filho e não planeja ter. É difícil para algumas pessoas entenderem que você e seu marido se completam sozinhos?

Parentes, especialmente. No começo a cobrança era terrível, pois parece que o mundo não está mesmo preparado para o diferente. E não ter filhos faz de você alguém muito estranho. Mas após 13 anos eu já rebati todas as críticas possíveis e imagináveis. E nossos motivos são nossos e de mais ninguém.

5) Sei que adora ler, mas Paulo Coelho não entra em nenhuma lista. Também eu não consigo - confesso que já tentei 3 livros, mas não tenho ânimo de terminá-los. É esse também o problema dos livros dele pra você ou tem mais a ver com as crenças religiosas dele incutidas nas histórias?

O motivo principal é a miscelânea que ele faz. Sou católica praticante e sei que parece estranho dizer isso mas livros esotéricos não poderiam ser lidos por cristãos. É polêmico mas é verdade, pois o que lemos molda sim o nosso interior. Além do mais, eu não gosto desse culto à personalidade que impera em relação a este escritor.

6) O que representa a religião pra você?

Tudo o que eu sou, tudo o que eu penso, tudo o que eu falo e tudo o que eu escrevo têm sua raiz na minha fé. Ao longo dos anos eu fui sendo formada e moldada por Deus, e o veículo para que isso acontecesse foi a Igreja, claro. Enfrento momentos de crise de fé, claro, mas a essência não muda jamais.

7) Não conheço mulher que não seja vaidosa, cuidadosa. O que mais gosta de fazer pra melhorar ou mudar um pouco o visual?

Não sou mesmo especialmente vaidosa. Coloração de cabelo, limpeza de pele e unhas feitas acho que são as poucas coisas que faço sempre. Mas tem uma dica que vale mais que qualquer creminho: ser bem humorada. Gente feliz sempre é mais bonita.

8) Você ama cachorros, tanto que tem 7! Deve ser como ter 7 filhos. Como faz pra se organizar e dar conta de cuidar de todos eles? Seu marido divide essa paixão com você?

Agora são 7 mas já foram 12. E tem uma rotina, sim, senão endoideço. Acordo todo dia, sábado e domingo inclusive, sempre às 6 da manhã. Lavo casinha, coloco comida, água, carinho. São divididos em três espaços, fora as duas menores que vivem comigo o tempo todo. Marido ajuda nos finais de semana. Mas a rotina não muda, pois eles são sempre quietos, mas se passar da hora é uma gritaria que parece que o mundo vai acabar...São 40 minutos, todos os dias, duas vezes por dia para mantê-los limpos, alimentados e em paz.

9) Sei que seu livro preferido atualmente é o Marley e eu. Eu não o li e por um bom tempo sei que não quererei lê-lo por uma única e simples razão: assisti ao filme e chorei como há muito tempo não chorava (eu e meu marido). Recentemente perdemos nosso pastor alemão, Zattár. Não estávamos com ele, não pudemos nos despedir. O filme nos trouxe toda a emoção da perda com grande intensidade. Você também chorou ao ler o livro?

Quase morri. Mas no livro a gente ri muito também, pois o começo é muito divertido e comovente. Lá pelo final a gente percebe que a narrativa irá até a morte do Marley, e isso é muito triste, especialmente se você perdeu algum cachorrinho. Mas eu acho que você deveria ler o livro sim, pois serve como uma espécie de catarse. Mas entendo sua relutância: eu ia assistir ao filme neste fim de semana mas como a minha Lolita está internada e sem muitas esperanças, eu não vou arriscar pois sei que será um mar de lágrimas.

10) Como você se define, Elaine Gaspareto?

Essa é difícil. Vamos ver: sou mansa, mas tenho garra. Sou doce, mas tenho firmeza. Sou mais sincera que gentil, mas sou gentil também pois o mundo precisa de gentileza. Sobretudo eu gostaria que todo mundo à minha volta fosse feliz.

14 comentários :

  1. OLá Dona Perfeitinha,
    vim através do Blog da Elaine e adorei saber um pouco mais sobre essa doce pessoa, adorei as perguntas ...
    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  2. Elaine é uma mulher incrível, a 1º a comentar em meu blog!!

    Seu blog me deixa em paz e inspirada, suas palavras são doces e cativantes!

    Seu amor por tudo a sua volta e sua alegria contagia!!

    Sua sinceridade é sua marca!!

    A Elaine é nota 1000, amei sua entrevista!!!

    bjks

    ResponderExcluir
  3. Dona Perfeitinha, que nome bonitinho :)
    A senhorita acertou na escolha da sua entrevistada e que perguntas bacanas e inteligentes!

    A Elaine é uma pessoa bem especial mesmo, umas das blogueiras mais gente boa, solícitas e verdadeiras que já tive o prazer de "conhecer". Gosto muito dos seus pontos de vista e sua maneira de encarar a vida, sempre falando de coisas fortes temperadas com uma leveza que é muito dela. Adoro o fato de ela assumir que nao quer ter filhos (eu particularmente, que tenho dois e quero mais dois, acho duro aceitar isso, mas a forca que ela tem e inspira, ao assumir isso, é cativante. Fora o amor pelos animais, que é pra mim, umas das coisas mais bonitas na Elaine (acordar 6 horas da manhã pra limpar a casinha dos bichinhos e o cocozinho??? eu faco só pelos dois bichinhos que tenho aqui em casa e olhe lá! :)

    Parabéns pela entrevista e um beijo grande em vc, Perfeitinha e na Elaine.

    ResponderExcluir
  4. Trabalhar em casa deve ser tudo...a única coisa ruim é não ter o convívio social...já fiz grande amigos no trabalho. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Que bondade!
    A minha amiga Elaine Gaspareto sendo entrevistada, Eu já admirava, mas agora sabendo um pouquinho mais sobre ela ficou melhor ainda e adorei o que dise: Quero todo mundo a minha volta fosse feliz.
    Jamais vou esquecer esta entrevista.
    E como sempre voce conduz muito bem . Fica delicioso de ler.
    Com carinho Monica

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Adorei conhecer mais um pouco dessa batalhadora, amiga dos cachorros, amiga do Pai Celeste, reflexiva, blogueira, gente boa da blogosfera.

    Parabéns por este trabalho.

    bete

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pelo seu blog e pela entrevista. Elaine é mesmo uma mulher admirável!
    Beijão

    ResponderExcluir
  8. Elaine é facinante. Seria muito legal reunir as entrevistadas da Dona Perfeitinha para uma mesa redonda. Gostaria de conhecer pessoalmente a Elaine, em especial. Concordo plenamente com ela sobre as questões da incompatibilidade de material esotérico para cristãos. Somos fruto, sim, do que lemos, e precisamos ser coerentes com nossas escolhas.

    ResponderExcluir
  9. Adorei a entrevista! Está muito boa de ler! Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Bem...Desde a primeira vez que visitei o blog da Elaine me encantei com sua sinceridade. Uma pessoa de personalidade e opinião. Que é do jeito que é e pronto. No decorrer do tempo, fui acompanhando e admirando cada vez mais essa menina, pois percebi que mesmo sendo firme em suas convicções, sabe compreender e mudar sua visão sobre algumas coisas, analisa, pesa e muda sim se perceber que isso pode melhorar. Agora, depois dessa entrevista, minha admiração só fez crescer. Parabéns à entrevistadora e à entrevistada.

    Beijos
    Lygia

    ResponderExcluir
  11. Que fofo...amei...
    Não sabia que vc era pespontadeira...muito legal!

    ResponderExcluir
  12. Estou sempre aqui e não tinha lido este post da querida Elaine. Adoro o jeito generoso com que ela se relaciona na blogosfera, ensinando, compartilhando, divulgando. Ela SOMA. Discordo de alguns pontos como religião e a preferência por alguns livros, mas a paixão pelo blog e o amor aos cachorros nos une.

    Obrugada, Talita por trazê-la!!!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Fernanda,
    A Elaine é uma pessoa e tanto, né? Incrível como ela é autêntica e escreve sem pudor. Adoro também. Mas foi ela mesma quem me presenteou com sua entrevista já que o convite foi a todos os leitores e ela foi uma das 8 inscritas.

    Beijos,
    Talita.

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.