Eu e o arroz...

19.6.09 Talita Cavalcante 15 Comentários

Eu saí de casa com 16 anos pra morar sozinha em cidade diferente da dos meus pais. Com isso tive que passar a encarar o fogão. Porém, antes disso apenas 'brincava' na cozinha, fazendo docinhos, biscoitos e macarrões, nada mais. Mas eu precisava almoçar e jantar e não tinha minha mãe alí pra preparar pra mim. Aprendi muita coisa sozinha, ligando e pedindo dicas. Eu evitava feijão, mas não porque não gostasse, mas porque tinha muito medo de panela de pressão.


Enfim, passei a cozinhar tudo que precisava. Apenas o arroz... tadinho! Nunca dava certo com ele. Nunca sabia a quantidade, nunca soube que era melhor lavar (pois vinha no saquinho que não precisava), nunca acertei na quantidade de água. E o que fazer? Fritar antes? Colocar qual quantidade de tempero? Quais temperos? Céus! Só fui aprender a fazer arroz - de verdade! - depois que me casei. E nessa de fazer todos os dias, sou capaz hoje de fazê-lo bem feito e muito gostoso em qualquer panela, em qualquer lugar. Mas o segredo do meu arroz aprendi com a funcionária (ex-funcionária, já que pediu demissão) daqui de casa. Eu colocava alho com sal feito em casa - que é uma delícia. Mas ela fazia só com sal e a gente percebeu como era melhor! Acho que todas vocês vão ficar horrorizadas com isso, mas preferimos o arroz só com sal (e bem pouco!), um filetinho de óleo e água. O sabor do arroz assim, purinho, é espetacular. Atrevam-se a experimentar e verão só! Não que aquele arrozinho da mamãe e da sogrinha com alho e sal e pré-frito também não seja uma delícia (o arroz delas é bom demais também), mas gostamos de seu sabor único.

Como eu faço o arroz aqui em casa:

1 - Lavo muito bem o arroz numa peneira - é bem prático.
2 - Depois coloco-o na panela - de alumínio batido - porque é a panela que melhor 'se dá' com arroz.
3 - Coloco água até que cubra com cerca de 'dois dedos' acima do nível do arroz.
4 - Coloco uma pequena quantidade de sal puro.
5 - Dou duas voltas da panela de um fio bem fino de óleo.
6 - Ligo o fogo alto.
7 - Abaixo o fogo assim que começa a ferver e deixo a panela semi-tampada - pra não fazer bagunça.
8 - Tampo completamente a panela quando a quantidade de água já for abaixo do nível do arroz.
9 - Deixo secar e está pronto.


E você? Como você faz o seu arroz? Adoraria saber...

15 comentários :

  1. Voce vai rir. Eu como já disse não sei cozinhar nada. Nossa mãe Tonha não quiz me ensinar e eu não quiz aprender sozinha.
    Todas as minhas irmãs aprenderam., menos eu.
    Eu fazia terapia. Depois ele ficou meu amigo e eu ia visita-lo todo mês em Itaguara. E ficava para almoçar. Era ele que fazia a comida. Depois eu resolvi comprar tortas de toda qualidade que Yara fazia em SA.Mas e o arroz? Ele fazia. E me ensinou. E me deu a receita.
    Mas ficou um tempão guardada na minha carteira. Nunca fiz.
    Quando eu ficar sozinha, eu faço. Mas minhas comadres me disseram que vão me dar marmita. Então tenho a solução.
    Com carinho Monica

    ResponderExcluir
  2. Bom, felizmente, em casa, minha mãe ensinou a gente a cozinhar cedo. Mas arroz nunca foi o meu forte. Quando casada era meu marido quem cozinhava - e muito bem! Depois de separada, arrisco o arroz mas não é, definitivamente, o meu prato mais gostoso. Eu o faço do modo "básico": lavo o arroz em uma peneira também; coloco um tiquinho de nada de óleo pra esquentar, coloco o arroz, tempero pronto e deixo fritar um pouco; aí coloco água em quantidade dobrada da de arroz - por exemplo, pra um copo de arroz, doisa de água - e aí cuido da panela e rezo pra ele não ficar muito papa - raramente NÃO fica! rsrs

    ResponderExcluir
  3. kkkkk
    Apesar de ter aprendido em um curso intensivo antes de casar ( sim , eu nao sabia NADA, ai cerca de uns tres meses antes de eu me casar um belo Domingo, minha mãe me convocou para ajudar a fazer o almoço e por ai foi) meu 1° arroz depois de casada tinha tres sabores queimado, papa e duro. depois fui pegando o jeito, se hoje sou melhor na cozinha agradeço a Ana maria Braga e o time de culinaristas da tv. hoje faço arroz com o pé nas costas, prefiro o branco ou agulhinha, penso que o arroz parboilizado é de difícil digestão.
    prefiro com alhinho, mas agua e sl também e muito bom.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Arroz não tem receita única mesmo, e eu também evito feijão porque já causei acidente com a panela de pressão.

    ResponderExcluir
  5. Meu arroz também é como o seu sem alho ,só com sal ,,,Mas não é o meu prato preferido de fazer ,nao tenho receita ,mas as vezes ele fica "unidos venceremos " .Mas fica bom ..rs
    òtimo fim de semana pra vc ;

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho um problema com o arroz e para faze-lo sigo uma receita: 1copo de arroz, 2 de água, 1 colher de café de sal, 1 colher de óleo e alho frito.
    Só que nem sempre fica bom!
    Vou tentar do seu jeito, depois como foi.

    ResponderExcluir
  7. Ixi Tatá... amo cozinhar, levo o maior jeito, mas meu arroz, qdo faço, cada dia esta de um jeito diferente, parece q tem personalidade própria... rsrs... Espero que, após me casar, tenha tempo para exercer meus dotes culinários, e tentar acertar esse danado arroz. Bjão, saudades, teu blog é lindo demais, e interessantíssimo. Parabéns...

    ResponderExcluir
  8. Meu arroz é muito parecido com o seu. Não colocamos alho lá em casa(acho que a Tonha não colocava ela nos ensinou assim). A única diferença entre o meu e o seu é que eu tampo logo a panela e coloco cozinhando em fogo brando, sempre. Mas confesso que as vezes erro na mão e ela fica meio empapado. E a media para nunca errar a quantidade é uma xícara de café para cada pessoa. É perfeito, a quantidade é exata.

    ResponderExcluir
  9. Tem um selinho pra vc lá no blog.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  10. Hoje vou almoçar com meu irmão Homero.
    Tenha um bom domingo
    Com carinho Monica

    ResponderExcluir
  11. Você já reparou como arroz é um alimento versátil? Meu arroz é igual ao das mamães (refogadinho com alho e cebola miudinhos e no ponto certo), pouco óleo, gosto de fazê-lo com o óleo Maria. E também atualmente só uso a marca Prato Fino que é imbatível não empapa de jeito nenhum.
    Truques que aprendi com a mulherada da família:
    - Quando já não houve mais água na superfície, apague o fogo e abafe a panela, enrolando-a em folhas de jornal;
    - Deixe descansar no mínimo 10 minutos, afofe com o garfo e sirva.
    Agora vamos combinar né? Arroz fresquinho purinho é uma dilicia heim!!!

    ResponderExcluir
  12. Olá, sou a Ana moro em Portugal e acompanho seu blog já alguns meses!
    Todos os dias eu lei-o!
    Vou dizer como faço meu arroz que toda a gente come e adora...
    Eu coloco oleo (não muito) numa panela deixo aquecer e meto lá o arroz (depois de lavado) a fritar durante um bocadinho mexendo. Depois coloco àgua quente apenas com dois dedos acima do arroz. Meto sal e corto bocadinhos de alho e deixo cozer sem mexer no arroz.Quando não tiver àgua desligo o lume e tapo com a tampa e aguardo 15 minutos antes de servir. O arroz fica soltinho, soltinho! Por vezes também faço com cenoura. Quando meto o arroz a fritar também meto cenoura raladinha e fica muito bom.

    Beijos e um bom dia

    Ana

    ResponderExcluir
  13. Este post me fez lembrar o arroz que minha mãe faz... sempre unidos venceremos, rsrsrs.
    A única forma dela fazer arroz soltinho é como se estivesse fazendo macarrão, quase 1 litro de água para cada xícara de arroz, e depois de cozido é só escorrer em uma peneira ( e não é que sempre dá certo).
    O meu arroz de todo dia, tem alho, azeite, e refogo até ficar soltinho e sem grumos, após isso coloco a água fria, até o nível de dois dedos acima do arroz, desta forma tem dado muito certo.
    Quando estou com pressa, ou preguiça de ficar refogando, faço do jeito da minha mãe e escorro o macar,ops, o arroz...
    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Olha...primeira pessoa que ouço dizer (e concordo), que arroz não pede alho, é sutil sentir o gosto purinho do arroz.

    Minha diferença é que dou uma fritadinha em pequenos quadradinhos de cebola, pouca, apenas deixo murchar. Na sequência coloco o arroz previamente escorrido, e também cubro com os mesmos dois dedos de água, previamente fervida. Abaixo o fogo.

    ResponderExcluir
  15. ana valeu a receita de sua bacalhoada vou fazela no natal
    junto com sua dica de arroz
    feliz natal!!!

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.