Cortar gravata em casamento

by - 25.9.09



Eu sei que esse é um tema bem polêmico, que muitas amigas e conhecidadas (e algumas de vocês também, provavelmente) já fizeram isso em seus casamentos, mas não tenho como evitar falar dele.

Eu sou absolutamente contra essa 'brincadeira'. Cultural ou não, acho extremamente deselegante e acho discursos a favor super falsos, como se quisessem justificar algo. E haja justificativas pra isso! Se alguém, porém, quiser tentar me convencer do contrário, fique à vontade - mudo de opinião quando vejo fundamento. Apesar que sobre esse assunto é quase impossível que me convençam do contrário.

Para uma brincadeira ser realmente divertida, todos os envolvidos devem estar de acordo com o tema e, sinceramente, coagir os convidados a comprarem pedacinho de gravata do noivo, não é nem um pouco divertido. E muitas vezes são verdadeiras extorsões.

Cortar gravata do noivo ou passar o sapato da noiva (essa pra mim foi novidade, mas parece que também é comum de se ver em casamentos) com o claro propósito de forçar os 'queridos' convidados a abrirem a carteira (que de alguns deverá estar quase vazia, com toda certeza), gera constrangimentos.


Eu não tenho dúvida nenhuma que para alguns (principalmente para os noivos que estão de acordo com o dito assunto), essa brincadeira seja ou tenha sido bastante divertida. Aqueles que arrastam o noivo como um cachorrinho de mesa em mesa ou que vão passando o sapatinho da noiva (leia-se amigos muito próximos), com toda certeza estão se divertindo. Talvez uma diversão sádica, de rir da cara do bobo do convidado escolhido pro sacrifício, mas estão se divertindo, sem dúvida.

E também não tenho dúvida de que alguns convidados compram e pagam caro com prazer genuíno de 'ajudar' os queridos noivos a terem mais o que gastar em sua lua de mel. Mas, pra mim,  isso não se estende a todos os convidados.

Tem gente que acha que isso é normal quando os noivos não oferecem festa ou quando a festa é só pra amigos íntimos. Eu sou severa em todos os pontos quanto a isso. E daí que não terá festa? Quem realmente quis presentear, já presenteou e compareceu à cerimônia, já ajudou como achou que podia. E por mais íntimas que sejam as pessoas numa festa de casamento, elas são pessoas diferentes e  sempre existirão aquelas que ficarão bastante desconcertadas com tal brincadeira. A não ser que tenham todos sido avisados sobre ela antes e tenham tido a opção de não comparecer. Mas isso não acontece, acontece?

Outros acham que recolher dinheiro é o mínimo que se pode fazer pra recuperar a grana gasta com o evento.  Por favor! Que coisa horrível de se pensar e dizer! Se não se pode fazer uma festa de comemoração do casamento por falta de dinheiro, é melhor adiar pra daí a alguns anos. Cobrar 'entrada' e 'refeição' é super, hiper, 'uber' deselegante.

Pra mim, cortar gravata pra recolher dinheiro é coisa de evento beneficente ou de gincana e não de casamento!

Quem quiser ler outras opiniões sobre o assunto, clique aqui.





You May Also Like

46 comentários

  1. nossa, eu concordo plenamente com vc! mas já é de praxe..vc vai em um casamento, mas antes tem que passar no banco, (lembrando que vc ja comprou o presente dos noivos)pra tirar dinheiro do estacionamento (esses valet's inuteis, vc paga 15 reais pro cara deixar seu carro na rua) e ja tira dinheiro pra gravata... mês passado fui em 6 casamentos SÓ 1! não passou gravata ou sapato... acho super deselegante! Dá pra ver nitidamente a cara dos homens qdo chega a hora da gravata...aiiinda mais qdo não se tem intimidade com os noivos... Ah qué isso, pedir esmola? então é mais fácil deixar uma caixinha na porta.. assim evitaria constrangimento para os convidados... beijos!

    ResponderExcluir
  2. Fui em um casamento que aconteceu isso...nossa achei feio demais.


    abraços

    Hugo

    ResponderExcluir
  3. Oi, Hugo,
    É muito feio mesmo.

    Cris,
    Adorei você dizer sobre a caixinha na porta... Já que é esmola que querem, melhor fazer sem constranger, não é verdade?

    Beijo grande,
    Talita.

    ResponderExcluir
  4. Concordo em gênero, número e grau!
    Igual a fazer chá de panela, ou chá de bebê pedindo coisas caras...no caso do chá de panela, ainda virá o presente de casamento depois desses mesmos convidados...eu nem quis fazer e fui criticada por isso, acho que se vc vai casar ou ter um filho, arque com as despesas disso.
    Agora, pedir dinheiro, realmente é muito deselegante! Apoiada!
    Bjo!

    ResponderExcluir
  5. Este post poderia até ser meu, viu...Que inconformismo =D É...levo meio que na brincadeira, não tento levar a mal, até pq que eu saiba nenhum noivo estipula qual o mínimo que vc deve comprar o bendito pedaço de gravata, dá logo uns R$ 0,50 e pronto hihihihi Mas é meio constragendor...No meu casamento fizeram sem o meu consentimento e do meu marido e acabaram cortando a gravata super cara dele...Saiu 6 por meia dúzia...Êta brincadeirinha chata...

    ResponderExcluir
  6. Eu não gosto muito também não... no nosso casamento quem fez foram os tios do meu marido. Mas de gente sem noção o mundo está cheio!!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Eu concordo 100%!!!!
    Acho de péssimo gosto!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Eu tb não gosto!
    No meu casamento fiquei puta da vida que cortaram a gravata do meu marido. :(
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Eu acho ridículo. Se não tem dinheiro, não casa. Se tem pouco dinheiro, não faz festa. Agora, o que não dá, é aquele fingimento de noivo falando que não quer e não quiz, mas rodou a festa inteira atrás do primo, do tio, do amigo, com a tesoura na gravata pra extorquir os convidados. É muito grosso e muito deselegante. Graça não tem nenhuma, só de for de rir das caras dos convidados constrangidos com a brincadeira de mau gosto. É a maneira mais estúpida de pedir esmola e a maneira mais idiota de queimar o filme com os convidados. Quem quer arrecadar dinheiro, deveria cobrar ingresso na festa e vender rifa...Sinceramente, conconrdo completamente com vc. Quem é próximo e quer dar um bom presente, que dê, mas constranger convidados a doações na festa...é o cúmulo da pobreza de espirito. As noivas deveriam ficar mais atentas a tal palhaçada, já que pra que serve o glamour de uma cerimônia religiosa, vestido, jantar, festa, se vai terminar tudo isso com recolhimento de esmola. ATENÇÃO NOIVAS, NÃO DEIXEM SEUS NOIVOS ESTRAGAREM SUAS FESTAS. A LEI DE GERSON NÃO EXISTE E OS NOIVOS NÃO DEVEM LEVAR VANTAGEM EM TUDO - CONVIDADOS SÃO CONVIDADOS, NÃO SÃO CLIENTES!

    Beijo.
    LuMagalhães, Sampa

    ResponderExcluir
  10. Será que só eu defenderei a gravata???!!!

    Bom, vamos ao mega comentário de defesa:

    Eu acho que passar a gravata está virando "cultural" praticamente todos passam. Nós quando saímos para um casamento, sempre lembramos de levar um dindin pra gravata.

    Já fui em casamento que o noivo não quis passar, e o irmão passou sem ele.

    No nosso passamos a gravata. Realmente fizeram meu marido de cachorrinho, o que deu dó. Mas no final o saldo foi positivo, pois temos a sorte de ter um amigo "palhaço" que fez da gravata um show a parte. Uma tia que é contra a gravata, elogiou a forma como foi feita, pois virou uma grande brincadeira. E recebemos outros elogios tbm.

    Maridôncio não queria passar a gravata para os padrinhos, afinal de contas os padrinhos acabam dando super presentes, mas acredite ou não, os padrinhos pediram para o noivo passar a gravata.

    E ainda tiveram amigos que não haviam comprado presente (notamos isso depois) que na hora da gravata pagaram um bom preço por ela. Hahahaha

    Quanto ao sapato, sou contra. Passar gravata e sapato é uó. Uma amiga quis fazer isso no casamento dela e eu vetei, não deixei que ela fizesse isso, pois ficaria muito chato.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  11. Eu acho muito constrangedor,mas sentimos origados a dar alguma coisa, é como um grande amigo t oferecer uma rifa; vc sente na obrigação de comprar.






    Paulo


    BH

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  14. Oi gente,
    Adorei as declarações. Apesar da indignação, dá pra dar boas risadas, não é verdade?

    Rita!
    E não é que chá de panela e de bebê tem o mesmo conceito? Também não fiz.

    Karina!
    Aqui na minha região não aceitam menos de 20 reais. Fazem a brincadeira pra estorquir mesmo... Mas gostei da ideia das moedas. Um dia coloco várias de 1 centavo na bolsa e vou sem notas.
    Quanto ao valor arrecadado, sempre pensei: ´Será que pelo menos cobriu o custo da gravata?´

    Jú!

    Realmente até agora você foi a única a defender, mas com certeza muitos descordam de mim. Só não estão tendo coragem de deixar seus comentários.
    Eu fico feliz que a maioria tenha curtido a brincadeira no seu casamento e esta tenha sido administrada de forma divertida. O que nâo aprovo em absoluto é desconcertar e insistir, o que já vi em muitos casamentos. Mesmo assim, pode ter certeza que teve pessoas que não gostaram, ficaram temendo a abordagem e não declararam. Eu acho que não tem como uma brincadeira dessa agradar a todos.

    E eu também faria o mesmo por uma amiga. Gravata e sapato seria demonstrar desespero demais.

    Um beijo (você sabe que apesar desse nosso ´desacordo´, me identifico em muitos pontos contigo, né?)

    Talita.

    ResponderExcluir
  15. Acho legal, um amigo meu conseguiu o dinheiro da passagem de lua de mel para Guarpari. Pobre, apela pra tudo: chá de panela, cha de bebê, pra ganar frauda discartável.

    Pablo

    São Paulo

    ResponderExcluir
  16. Oi Talita!!!
    Nossa, já começo a suar frio só de pensar... Sou completamente contra passar a gravata e não mudo de opinião. Meu pavor é que comecem a passar mesmo sem o nosso consentimento. Acho horrível e se meu noivo vier com essa história, é só lembrá-lo o quanto ele detesta quando nossa mesa será a próxima... rs
    Beijos
    Andrea

    ResponderExcluir
  17. Ola Talita,

    Não cortei gravata mas o que achei muito bom (com certeza Deus está nisso), ao me cumprimentarem, alguns colocavam dinheiro no meu bolso. Tinha algumas pessoas que vinham e colocavam coisas no meu paletó, embrulhados com um papelzinho simples. Quando fui contar, o dinheiro que "colocaram" foi quase 900,00 !!!! É o que eu queria, não constranger ninguém, não pedir nada, e ganhar ! hehhehehe

    ResponderExcluir
  18. Eu acho uma falta de respeito com o convidado.

    Que já gasta com a roupa, cabelo, presente, transporte e ainda tem que dar dinheiro.

    Não concordo.

    No meu casamento eu não fiz, e avisei aos padrinhos e convidados que não faria, no momento que entreguei o convite. E expliquei meu ponto de vista.

    ResponderExcluir
  19. Como tem gente mão de vaca... Ja ta comendo e bebendo de graça e na hora de dar uma "ajuda" para as pessoas que estão começando uma vida nova... Prefere gastar com cabelo e roupinha nova em vez de ajudar o seu amigo que convidou vc para um momento muito especial para ele... isso mesmo guarda o dinheiro e leva pro túmulo junto!
    e outra nunca vi um casamento que vem com um valor X para dar... vc da quanto vc quer e da risada, a não ser q seja uma pessoa mal humorada como vc!

    ResponderExcluir
  20. A minha opinião é a seguinte: cultura é cultura e cabe a todos respeitar isso. Se não está satisfeito(a), que não conviva com esta cultura!

    Da mesma forma que é cultura a mulher entrar de branco na ingreja para "simbolizar a sua pureza, virgindade", sabendo que é muito, mas muito raro mesmo de alguém casar virgem.

    Se não quer participar de uma brincadeira que vêm de geração em geração, quando começar você pega suas coisas e vai embora da festa! Simples assim!

    ResponderExcluir
  21. Sr. Ivo,
    Se não reparou, meu texto foi bastante educado e diante de suas ofensivas palavras me dou o direito de apagá-las. Não me conhece, Sr. E se não sabe, pessoas boas não saem por aí como você ofendendo ninguém, mas é de direito meu expressar minha opinião sobre ser constrangedora tal 'brincadeira' (provavelmente você nunca se colocou no lugar de quem se constrange, claro que não, você já disse que considera todos esses "mal humorados" - expressão que usou para me designar). Você tem todo o direito de expressar também sua defesa a essa brincadeira, mas se educado fosse, teria feito de forma a contribuir, o que não aconteceu, não é? E quanto a ajudar os amigos recém-casados, acho que todos que podem sem sacrificar sua própria família e filhos devem sim! Podem tanto dar-lhes dinheiro ou um bom presente. E ao ser convidado para um casamento, mesmo que não compareça a ele, acho muito educado enviar-lhes um bom presente (imagino que você faça isso sempre, não é?). Ajudar deve ser de forma espontânea e não 'forçada' como acaba acontecendo nessa brincadeira, mas se você é fã dela, quem bom pra você que nunca passará constrangimentos ao pensar... "vou ter que pedir carona pra voltar pra casa e como já dei a única nota que eu tinha e não posso ir embora agora, tenho que esperar a primeira boa pessoa a me levar. Será que os noivos fariam isso por mim, já que fiz por eles ao contribuir com a esmola?"

    ResponderExcluir
  22. Oi, Thiago,
    Pois é exatamente essa escolha de não conviver com a tal 'cultura' é que acho que deveria existir. Poderia existir no convite: "vamos cortar gravata", dessa forma, ou escolheríamos levar um dinheiro extra ou escolheríamos não comparecer, não acha? Essa 'cultura', infelizmente, esbarra na educação, pois o mérito é constranger mesmo até o prêmio sem preocupações com o que isso representará pra quem foi extorquido. E também concordo com você. Quando a brincadeira começar, quem não gostar vai embora. Eu vou.

    ResponderExcluir
  23. Tbm sou contrário a gravata e o sapatinho, ja fui em casamento que passaram os 2 !!!
    E outra... festa de casamento é para os noivos.. nunca foi para os convidados!
    Se gastaram uma fortuna, isso é problema deles! Quem optou em fazer a festa foram eles.
    Dizer que é cultural dai é certo? Se fosse assim ainda morariamos nas cavernas! Porque a cultura muda!

    Ja fui em diversos casamentos, alguns eu fazia questão de dar dinheiro, pois eram amigos próximos em outros dei pra não ficar chato. Que 60% das pessoas deêm de boa vontade... e as outras 40%?
    Até dar presente ja acho d+ no meu casamento não quero que deêm presente nenhum, só a presença dos convidados ja é o maior presente que poderiamos querer. Alguem dar um dia da sua vida pra te prestigiar ja vale mais que esses presentes...

    ResponderExcluir
  24. Oi, Vitor,
    Gostei do que disse: festa é mesmo para os noivos. Noivos felizes fazem festa para comemorar seu amor e se tem o que gastar, gastam felizes para ver todos os bons amigos reunidos comerando a importância da data com eles. E a beleza da festa está justamente nisso, né? Todos ali de boa vontade e alegres comemorando com os noivos... tem coisa mais legal?

    E realmente tem gente que usa a expressão "é cultural" para passar por cima do que é errado. Será que essas pessoas acham correto a cultura de punição a certos atos que a Arábia Saudita impõe a seus cidadãos como apedrejamento e cortes de membros, por exemplo?

    Obrigada por seu comentário. Nos acrescentou bastante.

    Um abraço,
    Talita.

    ResponderExcluir
  25. OI para todos, fui a um casamento recentemente, e por isso estou escrevendo.Nosso constrangimento não é a palavra para tanto falta de respeito com nós convidaddos, foi passado a gravata e logo após o sapato, e ambos com uma câmera, para realmente gravar 1º a cara de idiota do convidado com aquelas pessoas gritando e mesmo vc dizendo que não tem dizem "po tem sim cara!" achei uma falta de respeito e disse a mãe da noiva que não gostei (claro que em outro dia). menos de 2 minutos vem a noiva (novamente!) com aquele batalhão de mulheres pedindo (novamente) dinheiro. nossa! na minha vez ganhei a exclusividade da câmera ai aproveitei e disse: chega né seu marido acabou de passar e vim para um casamento não para um evento beneficiente! provavelmente vão editar essa parte mas estava parecendo que eu tinha a obrigação de dar dinheiro. gente realmente sai da festa chatada e meu namorado então(primo da noiva) esse falou até a boca não aguentar mais. beijos a todos e que todos sejamos abençoados sempre por DEUS. ATÉ

    ResponderExcluir
  26. Oi, Amanda,
    Depoimentos como o seu são ótimos para ilustrar as postagens, obrigada. Realmente há formas menos constrangedoras de se pedir dinheiro, isso que fizeram no casamento que você foi, foi realmente horrível, bem apelativo. Será que eles não sentem vergonha depois? Sempre me pergunto isso.

    Beijos,
    Talita.

    ResponderExcluir
  27. A gravata do noivo e o sapato da noiva.
    Pontos favoráveis e contrários a brincadeira da gravata e do sapato da noiva:
    (A favor)- Forma de ajudar;
    (Contra) - Extorsão;
    (A favor)- Brincadeira alegre;
    (Contra) - Brincadeira constrangedora;
    (A favor)- Reserve R$ 5,00 para a brincadeira;
    (Contra) - Não dê dinheiro;
    (A favor)- Ajude a descontrair os mais tímidos;
    (Contra) - Muitos sentem-se ofendidos;
    (A favor)- Faça no seu casamento;
    (Contra) - Nunca faça em seu casamento;
    (A favor)- Mantenha a elegância se estiver desconfortável;
    (Contra) - Devido à deselegância da brincadeira saia no momento apropriado;
    (A favor)- Para os convidados está implícito esta possibilidade;
    (Contra) - Deveria ser avisado antes;
    (A favor)- Divida as mesas, umas para o sapato e outras para a gravata;
    (Contra) - O sapato e a gravata não devem sair do pé da noiva e do pescoço do noivo, respectivamente;
    (A favor)- Mantenha a ordem através da liderança, afinal não foi fácil organizar o casamento;
    (Contra) - Existe muita desordem e baderna, pois os noivos perdem o controle da situação.

    Cada pessoa é capaz de avaliar e acrescentar mais idéias tanto a favor quanto contra a brincadeira em questão, lembre-se sempre que Deus abençoa o casamento, assim façamos o nosso melhor.

    PS: sou a favor.
    Ass.: O NOIVO

    ResponderExcluir
  28. Caro noivo,
    Esse foi o recado de opinião contrária à minha mais sensato que já recebi. Adorei, obrigada por contribuir.

    Acho que se alguém é a favor de cortar gravata e decide fazer isso em seu casamento tem mesmo que estar ciente de que vai incomodar algumas pessoas. O que não dá pra aceitar é quem é a favor e acha que é obrigação de todos estar feliz com isso.

    E se você não se importa com as consequências ruins que isso causará, com certeza tem de fazer em seu casamento.

    Talita.

    ResponderExcluir
  29. Ola!
    Tb sou contra essa brincadeira, e contra tambem o cha de bebe e cha de cozinha, e principalmente a listas em lojas de casamento, se duas pessoas vao se casar elas devem arcar com suas despesas e nao ficar esperando presentes de outras pessoas, quando me casei nao fiz lista e nem cha de cozinha, e fui super criticada por todas, mas nao gosta dessa sensacao de impor as pessoas o que quero ganhar, se elas querem me dar presentes, receberei de bom grado, mas nao irei impor o que elas devem me dar, fui convidada para ser madrinha de um casamento em breve, estou passando por um situacao financeira um pouco dificil no momento, e a noiva fez uma lista, em que nao existe nada barato, acabei comprando um presente caro, vou gastar um pouco mais como vestuario no dia, e sem contar que ja ficarei esperando pela gravata no dia da festa.

    Esse negocio de estipular presentes e pedir dinheiro nao esta com nada.

    ResponderExcluir
  30. @Anônimo

    Obrigada pelo depoimento. Infelizmente acho que sempre vamos ter que ter muito jogo de cintura pra passar o melhor possível por essas situações. Você realmente fez uma coisa que hoje é raro de se ver em não fazer listas. Eu, já fiz de última hora porque tinha um monte de gente ligando pedindo. Acabou que entendi que pra alguns é uma facilidade, mas devemos ter em mente que lista não é obrigação. Eu sempre compro fora da lista, impressionante, rs. Isso porque sempre acho que vão gostar ou precisar de algo que não colocaram porque são coisas que acho super úteis na minha casa. Acho que até agora consegui acertar, mas tenho medo de desagradar e por isso sempre dou uma espiada nas listas pra entender o gosto pessoal do casal. Adorei seu depoimento.

    Beijos,
    Talita.

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  32. Eu nunca tinha ouvido falar dessa "brincadeira" pois aqui no nordeste não existe esta "tradição", pelo menos não que eu saíba. Sempre vamos a muitas cerimônias de casamento aqui em Recife. Posso garantir cerimônias maravilhosas, mas nunca, repito nunca os convidados são extorquidos desta forma. Existe lista de presentes de casamento que ficam a escolha dos noivos, em ótimas e excelentes lojas da cidade. mas isto não. Eu soube desta tradição através de uma família que fizemos amizade que inclusive é de Curitiba. Mas posso dizer que eles se sentiram maravilhados em saber que no Nordeste do Brasil não se corta a gravata do noivo. Como tenho apreço em aprender sobre tradições culturais fui fazer pesquisas sobre o assunto. não tem nada muito concreto mas parece ser uma tradição provinda dos EUA. Então cheguei a uma conclusão contra esta pseudo tradição: Além de ser deselegante e realmente constrangedor, o "corta gravata" não nasceu como tradição típica brasileira. Em tempo, poderia ser chamada de ESMOLA COMPULSÓRIA. Poís eu percebi que o meu amigo de Curitiba, já prevendo, erroneamente, que aqui em Recife existia, com licença da palavra,tal descalabro, diminuiu no valor do presente dos noivos, pra reservar cem reais pra essa hora. Concluo que muita gente deve fazer isso também no sul e sudeste afora. Quer dizer, já é uma resposta à extorsao da dita tradição do corta a gravata. Concluo portanto que o presente é um ato de liberalidade, finesse e de tradição perpetuado pelos convidados. Mas o "corta a gravata" é um ato de caridade obrigatória, de "esmola compulsória" atrapalhando o meio da festa. Tenho 36 anos e nunca na minha vida vi tal descalabro, em festas de casamento nesta região. Espero também que nunca chegue por estas bandas de cá. A festa de casamento se tornaria, creio, bem menos divertida. Aproveito para parabenizar o blog, pois é bastante esclarecedor sobre o assunto; tratando de forma clara e concisa um tema que percebi até pra quem já tá acostumado a conviver, não aceita com naturalidade.Tenho dito.

    ResponderExcluir
  33. Venho corroborar com o comentário da(o) colega Recifense... Sou de Salvador e nunca vi, ou ouvi falar disso. Estava aqui pensando: será que tenho ido a poucos casamentos(e de fato é verdade) e estou totalmente por fora das "tendências"? Ufa, que alívio!!! Pois é, espero que essa "cultura" não chegue por aqui nunca, pois me parece uma situação extremamente constrangedora para os convidados, se sentirem coagidos a algo, e, desculpem, patética para os noivos. Resumindo, DESNECESSÁRIO!

    ResponderExcluir
  34. Não vejo nenhum problema no momento da gravata. Poxa, os noivos já gastaram tanto com a festa! Acho muito exagero falar em extorsão, o que que custa dar R$ 5, R$ 10 a um amigo/familiar que vc considera. Pode não ser nada pra vc mas, no final, pros noivos fará uma grande diferença. O problema é que tem muito convidado que quer comer, beber à vontade numa festa de casamento e não quer gastar nada, e às vezes dá um presente cujo valor não é nem metade do que ele gastou comendo, bebendo e dançando à noite toda. E mais: se tivesse um convidado meu reclamando por causa de R$ 5, eu preferiria nem receber mesmo, com certeza ele devia estar precisando muito mais do que eu.

    ResponderExcluir
  35. Achei alguém que partilha da mesma opinião que eu!!! Aqui é comum sapato, gravata e afins eu acho ridículo. Estava no google procurando sobre o assunto para o post que eu vou escrever e achei seu blog, adorei a forma como você colocou o assunto. Beijos!

    ResponderExcluir
  36. Bom, sou mais um das bandas do Nordeste que graças a Deus nunca foi constrangido com essa "brincadeira"...
    Moro em Recife e nunca fui a nenhum casamento onde isso tenha ocorrido e olhe que tenho frequentado bastante esses eventos (muitos amigos casando recentemente).
    Bom, é isso! curti muito o blog e pretendo voltar por aqui!
    beijos a todos!

    ResponderExcluir
  37. Eu não tenho nada contra cortar a gravata. Esse costume acabou se tornando uma tradição pelo fato de que os noivos, nesse momento, precisam de ajuda financeira pra começar uma nova vida. Assim como o presente de casamento, o momento da gravata é propício para que os familiares e amigos dêem uma pequena ajuda. E como os convidados fazem parte geralmente do mesmo convívio, a pessoa paga uma pequena quantia em cada casamento para ajudar os noivos, mas quando essa pessoa se casar, serão as mesmas pessoas que ele ajudou que podem ajuda-lô nesse momento. Assim como o presente.

    O grande problema é que as pessoas abusam, e a maioria das pessoas hoje não enxergam esse lado que estou falando. Então acaba sendo um costume constrangedor para muitos.

    No final, fica a critério dos noivos decidirem se cortam a gravata ou não :)

    ResponderExcluir
  38. Não sou a favor, mas como cerimonialista já vi diversas situações. Em um dos casamentos que fiz o noivo e seus familiares eram ingleses e se divertiram muito pois não conheciam esse costume.

    Em outras culturas, como a japonesa, o costume é dar um envelope vermelho com dinheiro.

    Toda vez que eu faço um casamento pergunto se terão a gravata ou não. Alguns me dizem que a família já espera, então fazem. E eu sempre sugiro que não seja constrangedor. E sempre dou uma apressada pois passar a gravata quebra o ritmo da festa. Pois atrasa a dança dos noivos.

    ResponderExcluir
  39. Se eu soubesse de algum convidado meu, com essa mentalidade, de certo não teria convidado!

    Deus me livre ter mãos-de-vaca como amigos!!

    Cruz credo!

    ResponderExcluir
  40. o meio mais facil de provar que o brasil esta melhor a cada dia é acabar com essa tradição de pedir esmola,fui pro casamento de um amigo parei em 5 farois dei esmola em todos cheguei no casamento dei esmola lá também.ganhar dinheiro no mole é facil trabalhar no meu lugar ninguem vai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filhinha, não é esmola ou ganhar dinheiro fácil...afinal vc acha q os noivos pagaram e trabalharam quanto para pagar seu prato na festa!? Se não quiser dar não dê...mas não saia falando, guarde seu mísero dinheiro para vc... Eu sempre levo, pois não custa nada colaborar com um amigo.

      Excluir
  41. Na maioria dos casamentos que minha família e eu vamos passam a gravata, e meu pai, meu cunhado e meu namorado sempre dão o dinheiro da gravata com muito gosto, uma vez que se fomos convidados é pq o casal nos considera especiais assim como os consideramos, por isso damos o dinheiro da gravata sem nenhum constrangimento e ainda torcendo para que os noivos façam um bom aproveito do dinheiro, é uma questão de consideração pelo casal.

    ResponderExcluir
  42. Pra atualizar, agora além de passar a gravata ainda inventaram um outro tipo de humilhação. Uma série de adesivos para "marcar". Esses adesivos vem coisas escritas do tipo: JÁ DEI PRO NOIVO, NÃO DEI, PÃO DURO,MÃO DE VACA, DEI CHORANDO PRO NOIVO, AMIGO RICO É OUTRA COISA, e por aí vai... Uma amiga foi a um casamento de uma cliente(ela é depiladora da noiva, nem tem tanta intimidade assim) e me contou que passou o maior constrangimento, visto que não conhecia ninguém na festa além da noiva e a mãe. Estava sentada com o marido quando viu um bando de desconhecidos vindo em direção à sua mesa com as gravatas. Seu marido tinha deixado a carteira no carro, e a sorte dela foi que estava com a carteira. Imagina como ela se sentiu? Colocaram nele um adesivo e ela falou que nunca se sentiu daquela maneira. PÉSSIMO!!!

    ResponderExcluir
  43. Pelo visto, a coisa piora com o passar do tempo. Fui a um casamento que, além de ver a noiva passar a festa toda desacompanhada, já que eram muitos convidados e o noivo demorou uma eternidade para passar por todas as mesas, eles ainda tinham uma maquininha de cartão! Podia dar esmola no crédito e no débito, olha só.
    E sei que o que foi arrecadado ali não cobriria nem o gasto com o vestido da noiva. Puro constrangimento gratuito....

    ResponderExcluir
  44. @Anônimo
    Se eu soubesse de algum casal, com essa mentalidade, de certo NÃO QUERIA ser convidado!

    Deus me livre ter INTERESSEIROS como amigos!!

    Cruz credo!

    ResponderExcluir
  45. @Anônimo
    Eu não acho que o constrangimento esta no corte da gravata, esta na forma como a brincadeira eh conduzida.
    Nos casamentos que eu fui, nunca fui constrangida ou me obrigaram a dar dinheiro.
    "Querem casar, arque com os custos". Os convidados dizem que já gastaram com roupa, maquiagem, cabeleireiro, presente. Ue, e a festa acham que saiu de graça? Os noivos tbm gastam com roupa, maquiagem, cabeleireiro, decoração, convites, comida, bebidas, docinhos, salgados, lembrancinhas, entre outros muitos gastos para fazer uma festa linda, com boa comida e bebida.
    Os convidados não tem a menor ideia do trabalho, dos gastos, do estress de tentar fazer uma festa perfeita, para todos. A festa eh para os noivos, + eh tudo feito tentando agradar o convidado, muitas vezes ingratos, que reclamam de detalhes e acham o cumulo do absurdo contribuírem com dinheiro pra gravata. Eh uma ajuda, não precisa se mostrar e dar $200, cada um da oq tem, oq pode e oq quer. Vai fazer falta dar $5, $10 para alguém que teve a consideração de te chamar pro momento mais especial da vida deles? Então fiquem em casa, assim os "mendigos" economizam o dinheiro que gastariam com vcs.

    Dona Perfeitinha, esse comentário não eh direcionado ao seu artigo, sim, aos comentários que li.

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.