PUNK, a levada da breca ...ou melhor... Soleil Moon Frye

24.9.09 Talita Cavalcante 8 Comentários



Fico muito curiosa em saber sobre personalidades que adorava quando criança e que nunca mais tinha ouvido falar. Como em uma das postagens de ontem (aqui), me lembrei de uma dessas personalidades, a atriz que interpretou Punk Brewster (título original da série traduzida para o Brasil como Punk, a levada da breca), resolvi bisbilhotar procurar saber o que anda fazendo por agora.

E descobri coisas que me deixaram contente (e que leva por água abaixo a ideia preconceituosa de que toda criança que faz sucesso vira um adulto perdido, que não pára com namorado(a) e que se envolve com drogas...)

Seu nome é Soleil Moon Frye. Ela tem 33 anos, é casada há 11 e tem duas filhas, uma de 5 e outra que nasceu no ano passado.
Olhem a família toda aí...



Continua trabalhando como atriz e também é diretora. Fez participação em episódio da série Friends e era a Roxie, colega de quarto de Sabrina da série Sabrina, a Aprendiz de feiticeira.

Enfim... uma garota bem sucedida e feliz...
E continua linda com todas suas sardinhas. Será que suas filhas também tem sardinhas?




Retificação...
Eu tinha programado essa postagem pro dia 22, mas tive de reprogramá-la pra hoje e deixei passar o texto de boa primavera que começava 'hoje'. O  'hoje', porém,  foi há 2 dias e portanto venho retificar. Boa primavera pra nós assim mesmo, porque naquele dia deixei de desejar...





8 comentários :

  1. Eu adorava a Punk! E o cachorro dela e aquela chatinha da Margot... rs... ela tem as mesmas sardas ainda! E ficou linda, né?

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Eu também assistia a Punk e que bom que ela se tornou essa mulher família, não é mesmo?
    ;)

    ResponderExcluir
  3. Que legal! Eu tb assistia muito!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Eu já tinha visto a história da Soleil no canal de TV a cabo "E!"

    Achei, pelo que disseram, a vida dela muito acabadinha - ao contrário do que vc disse.

    Lá disseram que ela tenta muito, até hoje, conseguir trabalhos, mas ficou marcada a ferro pelo papel como Punk. Só consegue sub-empregos como atriz, sendo que não chega nem a ser coadjuvante que diferencie a trama.

    Enfim, felicidade ela talvez tenha conseguido na vida pessoal - afinal isso não conhecemos de fato -, pq, na vida profissional seu sucesso se resume à infância.

    Ela era um fenômeno nos EUA: tinha mais de 100 produtos licenciados em seu nome qdo ainda trocava os dentes, teve de estudar em casa pq a agarravam na escola, tinha seguranças, morava em mansão cinematográfica, rodava o mundo fazendo apresentações como a Punk.

    E hoje? Teve de retroagir em luxos que são fáceis pra se acostumar - ainda mais uma criança. Sua vida nababesca e de reconhecimento afundou. E, junto com o sucesso, a grana minguou.

    Viver do sucesso do passado pode ser doloroso - mas quase todos tentam transparecer que "estão bem". Há vários ex-astros mirins na mesma situação que a dela: o ostracismo quase absoluto.

    Nem todos nascem para ser Jodie Foster e Brooke Shields.

    Beijoooo

    ResponderExcluir
  5. Talita, eu ja tinha pesquisado no youtube sobre ela, tamanha era a minha adoraçao por este seriado! Ela esta realmente linda, na epoca eu pensei ate em mandar uma materia sobre isto .. so que depois acabei esquecendo. Adoro descobrir por onde anda esses artista que tanto fizeram parte da nossa infância. Beijo grande !

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Eu e minha irmã adorávamos punk a levada da breca, acho que era um dos poucos programas de TV que a gente não brigava na hora de escolher. Hahahahaha

    Beijocas

    ResponderExcluir
  8. Oi, Silvana!

    Obrigada pelas informações sobre a unk. Essas eu nao conhecia porque imaginei que ela recusasse trabalhos por ser mais família. Mas é mesmo muito comum de acontecer com pessoas que fazem sucesso na infância.

    Um beijo a todas,
    Talta.

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.