O que é felicidade pra você?

6.10.09 Talita Cavalcante 8 Comentários


(depois que escrevi o texto abaixo, fui atrás de uma imagem e achei essa perfeita pra ilustrar, mas apesar da assinatura do autor na lateral, não consegui identificá-lo)

Muitas vezes me pego pensando sobre a felicidade. Acredito que o ser humano faz  tudo o que faz em busca ou para a manutenção dela. Não é possível (na minha cabecinha) acreditar que isso é diferente para essa ou aquela pessoa. Por mais que algumas percorram caminhos 'errados', ninguém busca ser infeliz, não é possível. Portanto, se os caminhos são diferentes, o conceito para felicidade varia também. Felicidade para mim é uma coisa e pra você é outra. E por causa disso tem gente que implica com a vida do outro. Vemos isso a todo momento.  Como pais cobrando de filhos atitudes que os fazem infelizes - só para a própria realização. Isso é triste.

Tristeza também é outro assunto sobre o qual vivo pensando. Estar triste não significa ser infeliz. Tristeza é uma aceitação e infelicidade pode tanto ser uma doença quanto a consequência de tanta aceitação. Eu aceito que a tristeza me domine hoje ou eu não aceito e apesar dos acontecimentos permaneço alegre. É por isso que conhecemos pessoas com uma carga de sofrimentos enorme que são muito alegres (não estou falando aqui dos eufóricos com casca de alegre). Pessoas que poderiam sofrer por 'n' motivos, mas não aceitam e estão sempre jogando o jogo do contente da Poliana. É bonito demais. É bom estar ao lado de pessoas assim. O ruim é estar ao lado de pessoas que com 'n' motivos pra ser feliz e com 'n' motivos pra ser infeliz (porque todo mundo tem muitos fatos tristes e muitos alegres na vida), escolhem e aceitam ser infelizes. Reclamam disso e daquilo. Cobram atitudes do marido, da mulher, dos filhos, dos pais e dos amigos. Reclamam e reclamam do outro. Interiorizam tudo como se o outro o fizesse infeliz. Culpam todos à sua volta pelo fato de terem aceitado a tristeza e estarem a todo momento rejeitando a felicidade.

Sei que estou escrevendo de forma muito superficial, mas queria muito escrever sobre isso. Na minha família tem muitas pessoas que amo que escolhem todos os dias ser infelizes e outras que escolhem ser felizes. As primeiras deixam-se dominar pelo sentimento de vítima da vida e não tentam mudar nada. Tudo que fazem é cobrar atitudes específicas de outros. Na cegueira da 'depressão' (porque em alguns, a infelicidade já virou doença), enxergam nas atitudes dos outros sua infelicidade. É horrível, pois nenhum conselho é ouvido e quando o é, nenhum é 'aceitável', todos tem defeitos. Passam a cobrar mudanças no outro e não em si mesmos, acabando por agir de forma muito feia, tentando que o outro se culpe por sua infelicidade ou tentanto que o outro seja infeliz para que assim seja feliz.

Eu quero tanto que cada um olhe pra dentro de si e enxergue o tanto que cabe alí de felicidade e veja suas tristezas como algo normal, mas sem necessidade de ser lembrado. E veja suas alegrias como algo excepicional e obrigatório de ser carregado todos os dias. Veja em si a capacidade de amar e servir sem cobranças e a capacidade de ouvir e entender. Acho que pelo fato da felicidade ter um conceito diferente de pessoa pra pessoa, temos que entender a felicidade do outro e não criticá-la e ofendê-la. Temos que cuidar de correr atrás da nossa e não criar empecilhos para a dos outros porque isso é feio e causa sofrimento pra quem cobra e principalmente para quem é cobrado.

Tem tanta coisa que me faz feliz, gente! É tão bom poder estar evoluida o bastante pra aceitar que sou feliz apesar da infelicidade de algumas pessoas que amo. Eu faço coisas lindas por muitos. Alguns valorizam, outros nem percebem, mas eu já nem ligo. Tento ajudar desde que essa 'ajuda' não me cause infelicidade. Não vou nunca mais sofrer pra deixar o outro alegre. Tenho todo o direito do mundo (e você também) de ser feliz. Eu, meu marido e nossa filha temos o mesmo conceito de felicidade e entendemos  que certas coisas que um gosta, o outro não gosta tanto assim e, por isso, o clima da nossa casinha é de alegria todos os dias. Amamos um ao outro e aceitamos a felicidade. Com isso, fico triste ao estar ao lado de outras pessoas que também tanto amo, mas que só aceitam a infelicidade, que me recebe de cara triste ou com um 'oi' lamentado. Aceitam apenas o caminho mais penoso porque acham que a vida é cheia de regras. E a vida não tem regras, apenas uma linha divisória entre a felicidade e a infelicidade. Não existe isso de ter que ser infeliz por um tempo pra conseguir chegar à felicidade. Perfeitamente se vive apenas do lado de cá em que moro há tempos e que gostaria que todos meus amigos e que todos da minha família também fixassem residência: o lado da felicidade.




8 comentários :

  1. É isso aí querida. Quando as pessoas projetam suas frustações nos outros não há "santo" que as faça felizes. E pior, quando não tomam suas vidas em suas próprias mãos, impondo isso aos seus familiares ou semelhantes.Seus motes: "Não tenho culpa!", "Se eu errei foi porque fulano isso ou aquilo..", "Se eu tivesse isso ou aquilo eu seria feliz", e assim por diante. E eu levaria uma folha inteira enumerando as várias "possibilidades"..rsrsr. Bjo grande

    ResponderExcluir
  2. Aiiii perco totalmente a paciência com pessoas que só reclamam...só reclamam...bem naquele esquema "Ó vida, Ó azar".
    Sabe, nem tudo na minha vida são flores, mas eu me esforço tanto pra não deixar a peteca cair, não amargar e aí vem um ser e tenta me derrubar??!! Tô fora, fico longe de pessoas assim, eu quero mais é ser puxada e puxar pra cima, não quero ninguém tentando me colocar pra baixo.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Que lindo post!
    Adorei o que vc escreveu e vc escreve muito bem...
    Eu me incomodo com pessoas que só reclamam e lamentam. Eu tenho uma avó e um avo q estão assim. Só lamentam o dia todo. E tiveram uma vida linda, viajaram pelo mundo todo, hoje moram com os meus pais onde não falta carinho e nem conforto, e mesmo assim reclamam da vida.:(
    vai entender...

    ResponderExcluir
  4. Feliz é ter paz interior.

    Amei o texto.


    abraços


    Hugo

    ResponderExcluir
  5. Felicidade é nato, nasceu connosco é nosso por direito, todos temos o direito a ela. Infelizmente muita gente dedica-se mais à infelicidade e chegamos a culpar outros por coisos que apenas nós somos responsáveis porque nada fazemos para sair da infelicidade.Ser feliz é tão fácil ... é muito mais dificil ser infeliz, dá muito mais trabalho! eh eh.É pena que muitas pessoas se lembrem mais das coisas "más" e esquecem o quanto a vida tem de coisas boas? Cada acordar é uma nova oportunidade para ser feliz, é nossa escolha como vai ser nosso dia! Eu escolho ser feliz pois descubri que a felicidade está em nós e não naquela pessoa ou naquela situação e quando escolhemos ser felizes tudo a nossa volta muda.

    Sejam felizes

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Lindo o texto amiga!!

    Amei!!

    Beijos e que nós continuemos no lado da felicidade!!!

    ResponderExcluir
  7. Talitaa, depois de meses pensando em criar um blog, finalmente decidi...ainda está meio "feinho", e pq ainda não me familiarizei ainda, mais aos poucos espero ir aprendendo a "mexer". rsrsrs

    Bjuus

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.