Meu sistema

10.12.09 Talita Cavalcante 5 Comentários


Eu tenho meus sistemas e acho importante que todos tenham. Quem não tem me incomoda, já que é como um fator de respeito. Se lá na Nova Zelândia me assustei com o fato de ninguém se sentar na cadeira ao lado, mesmo que esteja vazia, por aqui me assusto com quem chega beijando e abrançando minha filha sem nem mesmo conhecer. Acho que são dois extremos e eu gosto de caminhar no meio. Meu sistema é o bom senso. Não incomodar e não ser incomodado.

Mas pra ser sistemático tem que ser no ponto certo, tem que ser conversado. Com a conversa se descobre a linha do meio de cada convivência. Tem horas que não dá pra arriscar, a não ser que não ligue de levar um 'tapa' na cara. Se eu me sentasse na cadeira do meio entre as duas neozelandenses no auditório vazio, as duas se levantariam e procurariam outro assento. Assim mesmo. Na cara. Meu bom senso entendeu isso sem precisar arriscar.

Quando digo que gosto de pessoas sistemáticas, não estou falando daquelas exageradas. E ser exagerado no sistema é quem cria regras e as segue indefinidamente. Isso pra mim é quase tão ruim quanto não ter qualquer tipo de sistema, pois a pessoa não conversa, não pondera, não se senta e não come na sua casa. Capaz até de sair na chuva porque não dorme na casa dos outros e nem pega guarda chuva emprestado.

Enfim... no final das contas, acho que ser um 'bom sistemático' é apenas ter muito bom senso. Inspecionar o caminho primeiro para depois agir.



5 comentários :

  1. Ter sistemas é realmente necessário! Mas tenho um pouco de medo, porque acho que a gente vai ficando mais sistemática com o passar dos anos, pelo menos comigo foi assim... Estou longe dos exageros, mas fico imaginando quando estiver velhinha...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Sou sitemática sim. Acho que é o lado negro de quem é organizado. Odeio que pessoas que vi pela primeira vez na vida fiquem me tocando, e pior, tenho o instinto de me afastar logo depois do toque, depois que conheço a pessoa acho o carinho e o toque essenciais, mas sem conhecer dispenso . Acho que estamos dentro da normalidade. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Bom, eu tenho métodos para fazer minhas coisas, e confesso q muitas vezes detesto isso, pq me sinto presa. Mas fazer o que, a gente tenta melhorar, e fazer com que isso ajude amis do que atrapalhe, né?
    Abração

    ResponderExcluir
  4. Também sou sitemática e esta é uma característica das pessoas organizadas, afinal o "sistema" nada mais é que a organização da sua vida pessoal e social. Concordo com a Sil, é péssimo que pessoas que vi pela primeira vez na vida fiquem me tocando - totalmente dispensável. Isso para mim é normalidade. Bjs. Catarina.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sandra,
    Realmente com o passar do tempo temos que ir nos policiando pra andar na linha do meio e não ficarmos sistemáticas demais, né?

    Sil e Catarina,
    Às vezes eu falo que acho que não sou brasileira, justamente porque não gosto dessa coisa de tocar e beijar demais, sentar e deitar no colo então... só do meu marido mesmo...rs.

    Oi, Lúcia,
    Os sistemas tem que nos ajudar porque se atrapalhar quer dizer que temos que mudar alguma coisa, nem que seja de opinião, né?

    Beijos,
    Talita.

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.