O caso dos exploradores de cavernas - de Lon Fuller: LIVRO

by - 27.2.10

Esse livro é bem famoso e antigo. Do autor norte americano Lon Fuller, foi publicado em 1946 nos EUA e em 1976 no Brasil. Ele gera polêmica com a história de cinco exploradores de caverna que ficam presos dentro de uma e que conseguem se comunicar através de um rádio em busca de socorro. A equipe de resgate lhes comunica depois de já 20 dias presos que eles poderão morrer de fome, já que ainda demorariam muitos dias até chegarem até eles. [Quero dizer que a partir de agora contarei mais do conteúdo relevante e que para aqueles que gostam de surpresa e que querem ler sem conhecer antecipadamente, sugiro que pare a leitura aqui]. Enfim... um dos 5 exploradores levanta a ideia de fazerem um sorteio para que um fosse a comida dos outros. No sorteio, o nome dele é tirado. Os outros 4 sobrevivem por esse fato, mas após serem resgatados da caverna, são levados a júri por assassinato. Não vou discursar sobre minha opinião aqui. O livro é bom e vale ser lido. Pensar a respeito da vida, da justiça, da conduta e da sobrevivência do ser humano é algo que precisamos fazer sempre. Fiquem à vontade em opinarem porque isso é algo que nos enriquece. Todos estudantes de Direito leem esse livro [não! eu não fui e nem sou uma, apenas gosto de leituras diversas] e é bem conhecido e de leitura ligeira.


You May Also Like

5 comentários

  1. oi linda !!! adoro leituras diferentes e esse livro pelo visto é surreal !!!
    Percebi que está de casinha nova !!? delicia né? eu adoro me mudar, pena que marido nao compartilha desse gosto comigo rs


    Muitas felicidades aí


    bjks

    ResponderExcluir
  2. olá Talita

    passei sem querer pelo seu blog procurando receita de bolinho de mandioca, achei bem legal a sua idéia, agora uma pergunta me persegue o pensamento: você é do signo de virgem? eles que são famosos pelo perfeccionismo...

    ResponderExcluir
  3. Oi Talita, bom dia! Estava pesquisando sobre queijos e encontrei seu blog por acaso. Vejo que temos gostos muito parecidos. Hoje, inspirado pelo seu blog, resolvi experimentar todos os queijos que estavam ao meu alcance: Prima Donna(azul e vermelho), Old Dutch Master, Maasdam Coroa, St Paulin, Rembrandt (recomendo), parmesão, gorgonzola, da Vinci (temperado) e um Brie que foi minha maior decepção. Agora o pior mesmo foi ter que degustar esses queijos com café e coca-light (nada de vinhos) porque resolvi entrar numa de fazer a quaresma e ficar longe do álcool por longos 47 dias. Na verdade uma desculpa para dar descanso ao meu pobre fígado. Parabéns pelo blog! É sempre bom entrar em contato com pessoas de bom gosto, inteligência e beleza (juntos). Meu muito obrigado e um abraço pra você e para sua família!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Vivian,
    Eu também sou mais adaptável à mudanças que meu marido, mas ele tá curtindo bastante a casinha nova, o que me deixa mais feliz!

    Oi, Evellyn,
    Sou capricorniana, será que bate a característica? Mas com o tempo fui aprendendo e sempre me policio a não me deixar tão centrada em detalhes.

    Olá, Rogério,
    Fico feliz que tenha gostado do dona perfeitinha. Muito das dicas de queijos e vinhos vem do meu marido que sempre descobre coisas novas pra gente. E adoramos receber amigos o que nos faz mais motivados em descobrir novidades para agradar.

    Talita.

    ResponderExcluir
  5. Olha! Gostei da dica do livro, vou procurar para ler, também me traio por leitura diversas. Por falar nisto, comentei que comprei O MUNDO DE SOFIA?! pois é finalmente conseguirei ler!! rs
    Bjks

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.