Como é difícil, mas satisfatório, educar um filho!

23.3.10 Talita Cavalcante 6 Comentários

A tarefa de educar um filho não é coisa fácil. E tudo porque temos que lidar com nossos próprios erros. À todo momento nos é apresentado algo em nós que não gostaríamos de ver em nossos filhos. Defeitos? É uma palavra muito forte, mas sim, são defeitos. São defeitos de educação. Talvez causados por falta de estímulos dos nossos pais (como não ter o hábito da leitura), talvez causados por escolhas mal feitas (como não ter uma alimentação saudável ). Educar um filho é acima de tudo um aprendizado. Por isso há quem se torne uma pessoa melhor, mais sorridente, mais determinada, mais forte quando se torna mãe ou pai. Essas pessoas não se condenam por nada e correm atrás de um aprendizado, de mudarem algum comportamento que sabem não ser admirável. Ouvir alguém de fora é até interessante, mas nem sempre pais estão dispostos a aceitar alguém lhe apontando "defeitos". Uma atitude errada de um filho, principalmente na baixa idade, é, na maioria das vezes, resultado de atitudes tão ou mais erradas de pessoas que com ele convive, principalmente seus pais. É nessas horas que penso que ser pai ou mãe exige de nós muita humildade em reconhecer que não somos perfeitos e com isso, apenas com isso, nos é permitido enxergar o mundo à nossa volta com mais positividade e assim sermos capazes de mudar o que quer que seja: como nos tornar mais pacientes, mais sorridentes, mais elegantes em nossas atitudes, mais saudáveis, mais compreensíveis, mais abertos a ouvir, enfim... sermos capazes de evoluir através da educação de um filho. Quem não aceita que tem que corrigir primeiro a causa da atitude errada de um filho, que como disse antes está provavelmente em atitudes erradas dos pais, acabam caindo numa mesmice de gritarias, tapas, estresse que com o tempo fará com que culpe seus filhos por isso, ou seja, vão se cegando mais e mais e nunca aceitando que o erro está em si mesmo. Esses pais ficam traumatizados com a experiência da paternidade e culpam seus filhos por serem como são, entram em depressão ou, se forem pessoas seguras demais, esquecem-se que o filho precisa de atenção e carinho e passam a viver sem qualquer alteração na sua rotina, como se não tivessem filhos, já que qualquer responsabilidade com eles consegue delegar totalmente a outra pessoa. Quem dera eu ter o segredo para educar bem minha filha e outros que quero ter, acho que esse não existe, já que vamos aprendendo no dia a dia, com os fatos que nos são apresentados, com os espelhos colocados na nossa frente. Sei que existem várias atitudes importantes, sei que tenho que estimulá-la desde cedo em vários aspectos cognitivos, sei que é importantíssimo brincar e me divertir com ela, sei que é importantíssimo explicar e fazê-la compreender a razão de aquilo ser sim e de aquilo ser não. Mas e quando eu estou triste, fraca, aborrecida, chata? Só sei que tenho que me concentrar pra entender a causa das minhas atitudes estranhas e graças a Deus tenho a sorte de ter um marido lindo que é o melhor pai desse mundo e também marido que me ajuda a compreender melhor algo que não tinha percebido. Só sei que quero ser boa mãe e isso me ajuda a buscar melhorar todas as atitudes em mim que não quero que minha filha herde. Educar bem, pra mim, é aprender com pessoas que já fizeram bem feito, é aprender a me conhecer mais, é aprender a medir as consequências de qualquer ato, temendo alguns e ansiando por outros. É amar e ensinar tudo de mais importante que levou anos e anos pra aprender. E assim quero agir como mãe, com paciência e devoção, aprendendo a lidar com sentimentos ruins que podem vir a atrapalhar. E viver! Me divertir! Me encantar! Me surpreender! Admirar as diferenças e aceitar as novidades, desde que saudáveis.


6 comentários :

  1. Que lindo, Talita!
    Acho que é bem assim que tem que ser mesmo. Dar exemplo. As crianças tem dois olhinhos ansiosos por novas descobertas e uma das maiores satisfações que elas tem é exatamente conseguir fazer algo que os pais fazem, seja amarrar um cadarço ou xingar aquele palavrão. Para elas, não tem diferença. O que fazem é imitar os pais.

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Educar realmente é muito difícil e pensar então que o futuro do planeta vai estar nas mãos de nossas "crias" aumenta nossa responsabilidade. Que sociedade esperamos encontra daqui uns anos? Só nós podemos responder...porque de nós depende a formação desses cidadãos.
    Adorei o post.
    Cheiros!

    ResponderExcluir
  3. Amiga,ser mãe não e nada facil,e maravilhoso ver aquela carinha sorrindo,aquela vozinha,barriguinha,mãozinhas.....o problema e que a criaturinha também tem gênio...e como tem e ai entra o meu maior medo....corrigir,as vezes como eles exigem 100% da gente,voçê nem vê quanto grita ou da uma palmada,e depois aquela carinha chorando te olhando daquele jeito,pronto.....acabou o dia.
    E dificil ser perfeita neste caso....juntou casa,marido,filho.....ai então e que a gente se estressa....
    Não fique assistindo estas coisas tristes....ontem voçê estava passada,eu fiquei também...dai a gente fica de mal humor,triste e com medo de tudo....não da pra fechar os olhos pro mundo porque a gente tem saber o que esta acontecendo,mas e insuportavel ficar revivênciando pesadelos como o da Isabela,a gente perde a vontade de tudo.Não existe perfeição....existe amor....
    Beijim
    Deusa
    OBS:Protex:eu esfrego ate sair tudo e deixo de molho.....maçã eu imagino que tenha sido pois era uma mancha amarelo amarrozada....tiro a mancha ou a pele da mão...mais sai..rsrsrs.

    ResponderExcluir
  4. Ms os pais tem uma enorme vantagem!
    O amor pelos filhos!
    isto já é um otimo começo para educar!
    Eu não sei educar!
    Ficariam mimados!
    vejo como é bacana a educação que meus irmãos estão dando para cada um dos meus sobrinhos.
    Eles com toda certeza serão cidadãos e felizes.

    Nossos pais fizeram e fundaram a escola de pais em Varginha. E eles adoraram.
    Lá ainda existe até hoje.
    Com carinho
    Monica

    ResponderExcluir
  5. Oii Talita!
    Dos posts que eu já li, esse foi um dos que eu mais gostei!
    Assim como você, penso em me educar primeiro, ser alguém melhor, para que eu possa dar o exemplo para os meus filhos! Apesar de ainda não ter filhos, estou me preparando e me espelhando em pessoas que sabem educar, assim como você!
    Beijos e obrigada por nos fazer pensar nestas questões fundamentais!:)

    ResponderExcluir
  6. Oi, Linda,
    Que bom... tenho um carinho especial com esse texto. É gostoso dividir pensamentos, né?

    Beijos,
    Talita.

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.