Qual a taça certa para cada tipo de vinho? Cada um pede um copo diferente... vamos conhecê-los?

Não vou aprofundar muito, mesmo porque não tenho todos os tipos de copos para mostrar, mas como toda dificuldade pode ser simplificada, resumi o assunto de hoje na imagem a seguir:




Existem milhares de tipos de vinhos - muitos nominados pela região de origem (onde nascem as uvas de sua produção, leigamente falando). E assim como são vários os vinhos, vários são os copos especialmente desenvolvidos ou inventados para melhor degustá-los. Alguns exigem bojo largo, outros mais estreitos, um corpo maior ou menor, tudo para valorizar o aroma e abrir o sabor do vinho para o qual foi desenvolvido.

É claro que tudo que escrevo sobre vinhos advém de grande interesse que tenho sobre o assunto, mas tenho perfeita ideia de que cada um tem um hábito de consumo de vinho diferente. Tem gente que tem vinhos em sua adega que talvez eu nunca venha a ter oportunidade de sentir seu cheiro, quanto mais experimentá-los, cujos preços são exorbitantes. E também sei que a maioria também não se atreve a ter uma adega e que raramente compra um vinho. Dessa forma, vamos apenas aprender de forma simples que há vinhos tintos, há vinhos brancos, há vinhos espumantes - também rosê, mas vamos considerar apenas os três primeiros hoje.

TAÇAS PARA VINHOS TINTOS:
Começando pelos vinhos tintos, os copos mais comuns são os para vinhos Bordeaux (lê-se bordô) e vinhos Bourgogne (lê-se borgonhe - mas abrasileirando, borgonha), todos de regiões com mesmo nome na França. Essas são minhas taças preferidas, tanto que são as que temos aqui em casa, mas é claro que existem bons conjuntos com modelos mais simples que se diferenciam apenas pelo tamanho.


TAÇAS PARA VINHO BRANCO:
Copos de vinhos brancos já são em tamanho bem menores que as de vinho tinto e já não é tão comum denominá-los com nomes da região de sua produção. Portanto, para reconhecer um copo de vinho branco, esse será menor que o de água. O de água tem um tamanho intermediário entre o tinto e o branco. Como não gosto de beber vinho em taças coloridas, aconselho quem tenha a usá-las para água, assim deixa-se a mesa mais bonita e não prejudica a degustação do vinho.


Copos coloridos, por mais lindos que sejam, acho que tem que ficar apenas para a água. O ritual do vinho inclui ver sua cor através da transparência do copo que é prejudicado pela opacidade dos copos coloridos. Ainda dificulta para quem está servindo reconhecer que é hora de encher o copo novamente. Dessa forma, deixe os copos coloridos para a água que vai ficar legal também. Mas é claro que isso não é regra, é só uma forma de apreciar melhor aquele conteúdo da garrafa bonita que tanto tempo levou até chegar à sua mesa. Olha a chata aqui de novo!

Mas quer simplificar? Existe uma taça inventada em 1970 que é super, hiper, mega apreciada para degustação de vinhos, inclusive de cervejas. Ela se chama ISO, mas também conhecida como taça de degustação e é essa da imagem abaixo. Todos os experts usam-na ou já a usaram, e é uma boa dica pra se ter em casa... dessa forma a taça certa fica sendo uma só... mas, por favor... que seja transparente! Rs.



E aí? Gostaram?

Não estamos recebendo comentários. Se precisar, entre em contato conosco através do email: talita@donaperfeitinha.com

Arquivo

  © Obt. para dona perfeitinha.com - Todos os direitos do blog reservados - Copyright © 2013 - Veja nossa política de privacidade.

Para cima!