Casamentos

by - 29.4.11

Ah, os casamentos! Tão lindos, não são? E quanta pompa tem alguns... como este que aconteceu hoje na Inglaterra, de um príncipe herdeiro com sua amada plebéia. A plebe, o povo comum, ainda hoje, sem títulos reais ou postos nobres, levam tal nome feio. Mas tomara (e a torcida é grande), o amor não seja plebeu, mas nobre e verdadeiro. Muito se falará ainda do Willian e da Kate, muito há de se comentar sobre o seu casamento, sobre as tradiçoes que persistiram, sobre as novidades ou protocolos quebrados, além, claro, do que nós mulheres adoramos... roupas, maquiagens, cabelos e jóias. Mas o que importa tudo se o que queremos mesmo é identificar o amor em um casamento?

Ah, o amor! Casar pra mim não é subir ao altar ou fazer uma fausta festa. Pra mim é descobrir em alguém seu melhor estado de espírito e sabendo que este dá-se o nome amor, querer comemorar com todos os queridos tal acontecido e assim despedir-se de um estado único ao estado completo, casando no civil, no religioso, seguindo a tradição histórica de passagem, de seguir uma história nova, de começar uma nova vida, família. E que venham as pompas e as circunstâncias desde que comemorar o amor seja o objetivo.


You May Also Like

4 comentários

  1. Amei esse seu post sobre o amor e casamento.

    ResponderExcluir
  2. Hoje, enquanto cumpria com o meu papel de mãe e dona de casa, fiquei o dia todo vendo e ouvindo tudo sobre o casamento real. Deu até vontade de casar de novo. No meu caso, renovar os votos. Um casamento é sempre um momento lindo e feliz onde duas almas pretendem viver felizes para sempre, mesmo que que esse para sempre acabe um dia. Mas o amor que une duas almas é tão grande que só cabe pensar que tudo será para sempre e que nada irá mudar esse moemnto mágico que é a união de um casal.
    Ah, o amor é lindo mesmo!!
    Adorei seu blog e seus posts. Visite o meu quando puder.
    beijinhos,
    Juli

    ResponderExcluir
  3. @Juli

    Oi, Juli,
    Dá vontade de casar de novo mesmo, né? É fascinante ver um casamento tão delicado e romântico, mesmo cheio de protocolos. Obrigada pelo lindo comentário, adorei! Vou visitar seu blog sim.
    Beijos, Talita.

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.