Verdura empanada - como empanar espinafre, assapeixe, etc

10.5.11 dona perfeitinha 7 Comentários

Já experimentou verdura empanada? É uma delícia... até criança devora, impressionante! Fritura é uma coisa que temos que evitar, mas que de vez em quando dá uma graça danada ao trivial do dia a dia. E empanar espinafre ou assapeixe (verduras que são saborosíssimas fritas) é a dica de hoje.

A tempura é uma mistura de farinhas que ainda não aprendi a fazer. Enquanto não aprendo, uso a tempura pronta, uma farinha crocante que chamam de farinha coreana (há algumas importadas como essa abaixo). A tempura pode ser encontrada industrializada de diversas marcas. A que segue é uma das que já experimentei. Em inglês atende pelo nome de Bread Crumbs. Resumindo, a tempura é uma farinha crocante.

Como empanar verduras:
Bata um ovo e passe as folhas de espinafre ou outra verdura nele. Em seguida passe na farinha crocante especial (foto acima) misturada com um pouco de farinha de trigo e sal a gosto. Depois é só fritar, deixar corar e escorrer no papel toalha. Veja como fica:


7 comentários :

  1. Polaridade molecular

    O vetor resultante da soma dos vetores polaridade é denominado momento dipolar (ou momento dipolo elétrico). Quando a soma vetorial é nula, a molécula é apolar, pois não possui polaridade. Quando a soma vetorial não é nula, ou seja, é diferente de zero, a molécula é polar.



    Ligação covalente apolar - Os átomos ligados têm igual eletronegatividade.

    Ligação covalente polar - Os átomos
    ligados têm diferente eletronegatividade. A toda ligação covalente polar está associado um vetor polarização, orientado da carga negativa para a positiva (vetor localizado no centro das distâncias entre as cargas).
    Ligação covalente polar - Ligação intermediária entre a ligação covalente apolar e a ligação iônica.

    Polaridade das moléculas:
    Molécula apolar - A soma vetorial dos vetores polarização associados a todas as ligações covalentes polares da molécula é nula.
    Molécula polar - A soma vetorial dos vetores polarização associados a todas as ligações covalentes polares na molécula é diferente de zero.

    Polaridade e solubilidade: Substância polar dissolve substância polar e não dissolve substância apolar. Substância apolar dissolve substância apolar e não dissolve substância polar.
    A polaridade de uma molécula refere-se às concentrações de cargas da nuvem eletrônica em volta da molécula. É possível uma divisão em duas classes distintas: moléculas polares e apolares.
    Moléculas polares possuem maior concentração de carga negativa numa parte da nuvem e maior concentração positiva em outro extremo. Nas moléculas apolares, a carga eletrônica está uniformemente distribuída, ou seja, não há concentração.
    A concentração de cargas (em moléculas polares) ocorre quando os elementos ligantes possuem uma diferença de eletronegatividade. Esta diferença significa que um dos átomos (o de maior eletronegatividade) atrai os elétrons da nuvem com maior força, o que faz concentrar neste a maior parte das cargas negativas.
    As ligações de dois átomos diferentes normalmente resulta em polarização (moléculas polares), já que os átomos possuirão eletronegatividades diferentes, como H2O, NH3 ou HF, embora, dependendo da distribuição dos átomos pela molécula, essas ligações não resultariam em polarização, como é o caso do CO2 e do CH4.

    Ligações iônicas: ocorre transferência definitiva de elétrons, o que acarreta a formação de íons positivos e negativos, os quais originam compostos iônicos. TODA LIGAÇÃO IÔNICA É UMA LIGAÇÃO POLAR.
    Ligações covalentes: a existência de pólos está associada á deformação da nuvem eletrônica e depende da diferença de eletronegatividade entre elementos.

    A eletronegatividade varia da esquerda para direita e de baixo para cima na tabela periódica.
    Ligação de dois átomos iguais resulta em moléculas apolares. Ex: O2, N2, Cl2.
    A melhor forma para identificar se a molécula é polar ou apolar é através do cálculo do momento dipolar (μ): se ele for igual a zero a molécula é apolar e se for diferente de zero será polar.

    ResponderExcluir
  2. Polaridade e solubilidade: Substância polar dissolve substância polar e não dissolve substância apolar. Substância apolar dissolve substância apolar e não dissolve substância polar.
    A polaridade de uma molécula refere-se às concentrações de cargas da nuvem eletrônica em volta da molécula. É possível uma divisão em duas classes distintas: moléculas polares e apolares.
    Moléculas polares possuem maior concentração de carga negativa numa parte da nuvem e maior concentração positiva em outro extremo. Nas moléculas apolares, a carga eletrônica está uniformemente distribuída, ou seja, não há concentração.
    A concentração de cargas (em moléculas polares) ocorre quando os elementos ligantes possuem uma diferença de eletronegatividade.

    ResponderExcluir
  3. Polar: Há diferença de eletronegatividade ( Um átomo puxa mais os elétrons). Acontece entre átomos diferentes;

    Apolar: Não há diferença de eletronegatividade. Acontece entre átomos iguais;

    Fileira de eletronegatividade:
    F > O > N > Cl > Br > I > S > C > P > ... > H > ....

    Geometria das Moléculas:

    Linear:

    Trigonal:

    Tetraédrica:

    Polaridade das Moléculas:

    Polar: Momento dipolar (soma de vetores de forças eletronegativas) diferente de zero;

    Apolar: Momento dipolar igual a zero;

    - Toda molécula que representa um Hidrocarboneto é apolar;
    - A maioria das moléculas que representam compostos orgânicos, não sendo hidrocarboneto, é polar;
    - As moléculas simétricas (CH3 - CH3) são Apolares e as moléculas assimétricas (CH3 - CH3 - CH3) são polares;

    Solubilidade em água:
    - Água é POLAR:

    - "Semelhante dissolve semelhante" , Polar dissolve Polar e Apolar dissolve Apolar;
    - Obs.: Substâncias como os lipídios tem partes hidrófila (polar - Ac. Carboxílico) e hidrófoba (Apolar - hidrocarboneto), predominando a apolar.

    Pontos de Fusão e Ebulição:
    - Forças Intermoleculares (Atrações, Ligações e Interações):

    Dipolo-Dipolo (Dipolo permanente): Ocorre entre moléculas polares;

    Ponte de Hidrogênio (ligações de H): Ocorre entre moléculas polares com o Hidrogênio ligado à F, O ou N;

    Dipolo Induzido (Dipolo Temporário, Força de Van Der Walls, Força de London): Ocorre netre moléculas apolares (Fraca e temporária);

    Obs.: Pontes de Hidrogênio > Dipolo-Dipolo > Dipolo Induzido - Grau de força;

    - Massa Molecular: Quanto maior for a massa molecular, maiores serão os pontos de fusão e ebulição da substância;
    - Tamanho da molécula (superfície de atração): Quanto maior for a molécula, maior será a superfície de atração intermolecular e maior serão os pontos de fusão e ebulição da substância;

    ResponderExcluir
  4. - Toda molécula que representa um Hidrocarboneto é apolar;
    - A maioria das moléculas que representam compostos orgânicos, não sendo hidrocarboneto, é polar;
    - As moléculas simétricas (CH3 - CH3) são Apolares e as moléculas assimétricas (CH3 - CH3 - CH3) são polares;

    Solubilidade em água:
    - Água é POLAR:

    - "Semelhante dissolve semelhante" , Polar dissolve Polar e Apolar dissolve Apolar;
    - Obs.: Substâncias como os lipídios tem partes hidrófila (polar - Ac. Carboxílico) e hidrófoba (Apolar - hidrocarboneto), predominando a apolar.

    ResponderExcluir
  5. Talit's, estou sumida, né?! Mas estou tentando retomar a leitura e comentários nos meus blogs favoritos.

    Menina, fala mais sobre essa farinha especial aí porque nunca ouvi falar. Como gostamos muito de peixe frito, achei que essa seria uma opção criativa para substituir a farinha de milho que uso para empanar o peixe (a farinha de milho é ideia de maridôncio porque eu sempre usei a farinha de trigo).

    Beijocas, saudades de vc!

    ResponderExcluir
  6. Eu não conhecia esta farinha, mas parece bom...humm

    Beijinhos
    Tati

    ResponderExcluir
  7. Oi.
    Tô adorando o seu blog Talita!

    Sobre essa farinha, creio que seja q que chamamos aqui no RS é farinha de rosca;) e encontramos em qualquer padaria, mas tb é superfácil fazer!
    Sabe aquele pãozinho dormido? Pois é, torra ele no forno e depois processa até que vire uma farinha.
    Bifes empanados com essa farinha ficam maravilhosos, pois os deixam bem sequinhoa;)

    Abraço,
    Kátia.

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.
Se precisar, entre em contato conosco através do email: talita@donaperfeitinha.com