Casa viva

29.11.11 dona perfeitinha 18 Comentários

Tem casa que vive, tem casa que não, já reparou? Tem casa que você entra e é como museu. Tudo no seu lugar, tudo lindo, perfeito! E a tendência é todo mundo querer que sua casa seja assim, mas... no fundo, no fundo, essa casa é um pouco triste. Por solidão, talvez? O que se faz ali?

Gosto mais de casas vivas. Acho-as mais alegres. Mas por viva não entenda bagunçada, nada disso. É que toda casa viva, ao olhar pra ela enxergamos atividades e isso é bonito. A criança que brinca e tem brinquedos espalhados naquele momento. A cozinha funcional que tem farinha na bancada, pratos no escorredor, copos a serem lavados ainda sobre a mesa demonstrando recente atividade e com certeza atividades ainda por vir como limpar as bancadas, lavar os copos e, claro, cozinha assim, demonstra que o fogão é bem utilizado ou, mesmo que não se cozinhe, que se faz coisas na cozinha, que há refeições ali, sugerindo bons momentos em torno da mesa. Gosto da brincadeira de olhar por trás das aparências, descobrir a 'essência' de uma casa, pois todas querem viver, querem sofrer, sorrir, se reerguer. Todas têm alguma história, mesmo que só retratem o passado, como um museu. Todas têm seus segredos.

Em casa museu, as aparências dizem que tudo funciona, mas como não se usa, o eventual uso estraga ou descobre-se estragado há tempos. Mal humor decorre com isso, acho. Em casa viva, as coisas estragam e se consertam com mais frequência. Não há mal humor se o liquidificador parou de funcionar, afinal... 'ele já fez tanto!'. E logo se leva o 'doente' ao Senhor da esquina que o conserta no mesmo dia, com a recomendação: 'Ele já tá velhinho. Deixa-o só de auxiliar, pro simples, que assim não vai dar mais problema'. As coisas funcionam, as coisas dão resultados, as coisas vivem e se comunicam. Em casa museu não há comunicação... é capaz do acendedor do fogão já não funcionar há tempos e ninguém atinar para aquilo ou lhe dar atenção. Que dó. Casa linda, bem decorada, boa de se olhar, mas pouco boa pra viver, afinal, não pode isso, não pode aquilo. Se assenta na cama arrumada leva pito, se se quer cozinhar algo diferente, outra negativa: 'não faz... se não vai sujar tudo'.

Minha casa é viva, mas confesso que várias vezes já fui chata e podei atividades simplesmente porque ia sujar ou ia dar trabalho. Mas casa viva, boa de viver dá trabalho. Você talvez saiba melhor do que eu como dá trabalho, não é? Mas casa nossa é boa por isso. É boa porque tem a cara das atividades da família. É boa porque nos acolhe e nos diz sim a qualquer coisa que nos der na telha fazer. 

Por que sentimos tanta saudade de casa quando nos afastamos por muito tempo? Porque nossa casa é viva e nos acompanha na leitura, no brigadeiro de colher, na preguiça com cama desfeita dia inteiro no domingo, no banho demorado, na reunião de amigos, nas brincadeiras de pular no sofá com o filho. Ah... como eu amo minha casa, com minha cara e da minha família. Por mais que as atividades de limpar, lavar, secar sejam assim pesadas, não há preço pra alegria de se ter uma casa viva.

18 comentários :

  1. É verdade, a casa 'viva' é muito mais alegre e aconchegante. É também muito mais agradável de se estar. Beijos, Paula

    ResponderExcluir
  2. Oi!Que texto lindo... amei... A minha casa está vivíssima... Veja só, o "liqui"- apelido carinhoso pelo qual o chamamos- arriou de vez,nem tem mais arrumação, teve mesmo que ser substituido(acredita que esse era o nome que o mano mais velho queria dar para o maninho que estava chegando?quaqua). O ventilador já está escolhendo a tomada em que vai funcionar, sabe aquela, testa aqui ou aqui até ele ligar, pois é...Acendedor do fogão?? A quantos anos pifado e quem lembra de chamar o técnico??E depois se tiver jeito não dá pra comprar um novo né? Eu que não sou louca, deixa assim...
    Agora quanto a bagunça, ai,ai,ai que não a visita não venha sem avisar... fico uma fera...um abraço fabi

    ResponderExcluir
  3. Bom dia...
    Lindo texto!!!
    Eu costumo dizer que casas "Museu", são casas somente, e a casa "viva" é o nosso lar doce lar!!!
    Parabéns e que tenhamos sempre casas vividas "Lar doce Lar".
    BJoss

    ResponderExcluir
  4. Talita, você é muito talentosa.... lindo, lindo, lindo. Bjs Ana Paula Castro

    ResponderExcluir
  5. Lindo texto!!!

    O lar é o lugar onde eu anseio por estar nele, onde refaço minhas energias, alimento-me de afeto e encontro o conforto do acolhimento. É onde tenho pressa de chegar.

    AMO o meu lar!!!

    Bjus Talita.

    ResponderExcluir
  6. adorei seu texto casa viva é tudo de bom! com o tempo aprendi que é importante momentos de curtir a casa não a arrumação de tudo certinho! um abraço Sissi

    ResponderExcluir
  7. Dona perfeitinha querida...
    ontem ao fritar batata palito lembrei de vc...rsrs... vc que sempre tem uma dica especial pra gente me fala pelo amor de Deus como faz pra batata nao ficar encharcada, pra ela ficar sequinha igual a do Burguer King, Mc Donalds... nao aguento mais batat encharcada...rsrs
    bjim

    ResponderExcluir
  8. Oi Talita.. é verdade
    E ri quando comentou sobre o domingo, geralmente minha casa também fica assim. E o quarto dos meninos uma baguncinha mas a noite estou sempre indo dormir tarde para deixar a casa no minimo arrumadinha. Afinal não tenho secretária para me ajudar rrssrs
    Mas gosto de entrar no quarto deles e ver os brinquedinhos do Jão pelo chão, a cama para arrumar de Tiago.. sinal de que eles recem sairam dali.

    É até o Jão quando estamos muito tempo fora de casa ele diz -- Mamãiêeee imbola pa casaaaa
    rs

    Adorei seu post.
    Bjs azuis
    Debby :)

    ResponderExcluir
  9. Talita
    Que maravilha de post. Acho que vou mandar, assim como quem não quer nada, para uma conhecida que não gosta de desarrumar nada. Pode?
    Se não gosta de nada fora do lugar, também não gosta de receber, porque vai bagunçar, então pra que tanta arrumação não é?
    A minha casa é o espaço que eu gosto mas ninguém aqui é escravo dela não.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. @Executiva de Panela
    Oi, Paula... Super agradável uma casa viva, né? O melhor acho, é que tem gente sorrindo, falando alto ou baixo, tem calor humano. Beijos.

    ResponderExcluir
  11. @fabi
    Oi, Fabi...
    Conserve sua casa assim vivíssima, rs. Mas o acendedor é sempre bom mandar consertar, ele quer viver também, poxa! Rs. Mas se não tiver conserto realmente não tem com que se preocupar. O que não tem solução não é problema, rs. Adorei seu comentário. Beijos.

    ResponderExcluir
  12. @Grasi
    Casas somente, somente casas, adorei! Realmente casas vivas são mais que casas, lares doces lares... obrigada por dividir mais essas lindas descrições, Grasi. Beijos!

    ResponderExcluir
  13. @sissi
    Oi, Sissi,
    Também foi a vida, os dias, principalmente os mais bonitos, que me ensinaram isso. Beijos.

    ResponderExcluir
  14. @Adriana Candida Carneiro
    Oi, Adriana,
    Isso vai depender do tipo de batata, mas acredito que fale da palito, né? Mas igual da burger king não dá, rs. Aquelas são pré fritas, já vi o processo de produção, mas dia qualquer posto todos os truques que conheço, pode deixar. Beijos.

    ResponderExcluir
  15. @Debby
    Oi, Debby,
    Imbola pra casa, rs. Tem lugar melhor que nossa casa mesmo não. Renovar energias é só no lar da gente mesmo. Beijos.

    ResponderExcluir
  16. @Macá
    Oi, Macá..
    Pode sim, mas tomara que ela não se chateie, né? Acredito que sua intenção é alegrá-la, tornar o dia a dia dela mais tranquilo e tomara que ela consiga relaxar quanto a isso, pois vira mesmo escravidão a certo ponto. Beijos.

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.
Se precisar, entre em contato conosco através do email: talita@donaperfeitinha.com