Com dois

13.7.12 dona perfeitinha 1 Comentários


Uma música pela manhã, uma boa leitura ao dormir... nem sempre temos tempo pras coisas que nos ajudam a relaxar, a sorrir. Verdade, né? Depois que nos tornamos papais e mamães então... a complicação disso gera alguns equívocos no modo de enxergar a vida para alguns. Eu, quanto a isso, também tenho dificuldades, mas sigo um lema que me ajuda demais a lidar com as obrigações sem me deixar levar pelo estresse sempre: a obrigação também pode ser divertida. Meu marido tem o dom de tornar momentos assim super descontraídos e aí ao invés das caras fechadas ou da exasperação pelo tempo corrido, caímos todos em risadas. Aprendo muito com ele nesse sentido e acho que com dois filhos agora, terei que pôr mais em prática quando estou sozinha. Sozinha tendo a ser mais séria, seguindo a lista 'what to do' feito robô, sabe? Mas é bom pensar que a música pode rolar mesmo na hora de dar banho, escovar dentes, arrumar o lanche da escola, recolher os brinquedos pela casa, atender aos chamados necessários. Escovar os dentes fica mais divertido... 'Cadê a língua branca? Fugiu?... Achei!"... "Nossa! Mas que boca cheirosa! Hoje você está de parabéns, escovou melhor que eu!". Juntar as atividades é outro grande truque.... se estou na área de serviço limpando alguma mancha urgente, filho junto faz bem também. Podemos ensinar, mostrar ou mesmo chamar pra junto pra conversar. Claro que eles não páram quietos e que bom, né? Escovar dentes junto também é jeito prático de economizar tempo. O banho também fica mais divertido e a leitura na cama pode até ser mais infantil do que eu gostaria, mas rapidinho dá sono satisfeito nos pequenos. Com dois agora vou ter que aprender a continuar ativa, sem essa de frescurite de 'não pode mais isso', 'não pode mais aquilo'. O jeito que vejo pra tudo dar certo é inventar brincadeiras novas, adaptar as antigas, pros irmãos estarem juntos sempre que quiserem. E assim, os papais aqui darem conta dos dois sem perder os sorrisos do rosto, pelo contrário, esquecer que existe cançaso e sorrir mais e mais.




Um comentário :

  1. Olá, Talita!
    Conheci seu blog há algum tempo e desde então acesso quase que diariamente. Tenho uma filha de 04 anos e agora estou grávida de 12 semanas. Pelo último ultra a médica deu 70% de chance de ser menino.Vc é uma pessoa que anda me inspirando muito, pois sua alegria de viver, sua disposição em fazer tudo com amor, com alegria é fascinante. Há algum tempo que ando meio "depressiva". Estou naquela fase de não saber muito o que quero da vida e ao mesmo tempo me sinto ingrata por ela já ter me dado tanto....
    Tenho um ótimo marido, uma filha abençoada, uma família grande que me adora, amigos.... e às vezes uma angústia que não me larga. Muitas vezes não consigo sentir a felicidade, mesmo sabendo que ela está nas "pequenas" coisas que nos rodeiam...
    Bom, resolvi te escrever para que sirva de um incentivo maior para que você não deixe de postar, pois acredito que não faz bem só pra mim, mas para muitas outras.
    Boa sorte no parto e tenho certeza que seu filho já é um ser iluminado só pela mãe que já possui.
    Um abraço!

    Marina

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.
Se precisar, entre em contato conosco através do email: talita@donaperfeitinha.com