Sonhos antecipados - crônica da semana

12.9.12 dona perfeitinha 2 Comentários

Uma lista enorme esperando por mim sobre a mesa de trabalho. Evito a lista? Evito a mesa de trabalho? O peso da responsabilidade mais uma vez me impede de sair pra passear. Dou gargalhadas. A verdade é que gosto de ser responsável. Se fugisse, o que faria? Provavelmente o tempo passaria e a culpa por não tê-lo aproveitado (organizadamente, como gosto), tomaria conta de mim. Primeiro o esforço, depois os frutos. Tenho muito orgulho dos frutos que colho. Estes sim, resultado do esforço e do tempo, são, sem dúvida, melhores do que se tivessem sido colhidos verdes. É tipo aquela história de dois caras com o mesmo emprego, a mesma renda, o mesmo estilo de vida, sendo que se diferenciam em um sentido: um antecipa seus sonhos, o outro os colhe no devido tempo. Por exemplo: desejam um carro x. O primeiro compra o carro x assim que o deseja, mesmo não tendo como pagar à vista. Financia. O segundo espera um ano, junta o dinheiro e compra-o à vista. O primeiro fica com um carro mais velho, modelo antigo e uma dívida enorme ainda por pagar. O segundo curte o fruto mais sorridente, leve, sem dívidas, resultado de seu esforço. Mas quem é mais feliz? Acho que não podemos dizer que é o segundo porque o primeiro é feliz à seu modo, pois se tomam atitudes diferentes é porque são diferentes, são felizes cada um à sua maneira. Se trocassem de perfil, infelizes ficariam os dois. O meu perfil é, com certeza, o perfil do segundo do exemplo e, por isso, dou gargalhadas. Estou seguindo a lista. Se não cumpro com as obrigações ali listadas, não me considero realizada. Ainda falta tempo para colher os frutos que desejo hoje. Passo-o feliz, conquistando hoje o que plantei ontem... sempre leve, feliz ao meu modo de ser e ver a vida. Dou risadas com amigos diferentes de mim. Rimos das diferenças, felizes, sem cobranças, sem críticas pesadas. Cada um segue a lista que escreve. Cada um sabe o custo de suas escolhas. Eu continuo com uma lista lotada, mas não é que já realizei muita coisa? Principalmente aquelas que me fazem mais feliz... aquelas que não tem preço! Essas sim sempre fiz questão de antecipar...

2 comentários :

  1. Oi, Talita!
    Adorei a crônica, mas acredito que a escolha de ser feliz é nossa, independente da situação em que vivemos... Tipo posso ser feliz mesmo estando triste... bjs

    ResponderExcluir
  2. @Rita Reis
    Oi, Rita, adorei!
    Concordo plenamente!E que o diga Cora Coralina: "Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é o decidir."... Acho que devemos levar isso com a gente sempre,nas ao falar em felicidade, podemos falar de vários assuntos isolados, hoje me referi à felicidade relacionada e proporcionada pelo poder de compra. Beijos, Talita.

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.
Se precisar, entre em contato conosco através do email: talita@donaperfeitinha.com