Aprendendo a enxergar o lado bom...

22.11.12 dona perfeitinha 3 Comentários

Minha filha Sofia, de 5 anos, está passando por uma fase de dengo. Muito dengo. Muito não. Extremo dengo, rs. E não é por conta do irmãozinho, hoje com quase 4 meses. Ela é apaixonada pelo irmão e esse é capaz de tirá-la do dengo a qualquer hora (e acabamos usando muito esse recurso, claro!). Basta que o deixemos com ela que ela abre o sorrisão lindo que tem.

Mas voltando à fase dengosa, essa a domina com um 'choramingo' sem razão que nos fez começar lições tipo de Poliana para que ela consiga enxergar melhor o lado bom de tudo que acontece. E ela se empolgou com essas lições e está bonito de ver suas conclusões sobre as coisas.

Por exemplo, outro dia no chuveiro, tomando banho com o papai e eu ali do lado com o irmãozinho dela no colo, conversando com eles...

Sofia, ao pegar seu sabonete preferido, viu que ele estava partido ao meio. Sua reação inicial foi querer chorar e reclamar, mas ela engoliu o choro, pensou bem e disse em meio a um sorriso sincero:
_ O lado bom é que ele se partiu em duas partes e eu posso ficar com uma e dar a outra pro papai. Nós dois vamos tomar banho com o mesmo sabonete!

Conclusão boa, pensei. As lições de Poliana tem dado certo, afinal...

Mais tarde, ainda refletindo sobre o lado bom das coisas, depois de estar calada por um tempo, Sofia exclama, feliz, mostrando um braço de cada vez:

_ O lado direito é o lado bom e o lado esquerdo é o lado ruim!

[Bem, minha princesa Sofia... podemos rir disso agora, mas outras lições terão que ser incluídas nas nossas aulinhas, rs].



3 comentários :

  1. Sabe Talita, você não imagina que lição maravilhosa está passando à sua filha...se ela levá-la ao longo da vida, sempre será feliz, pois estará tão acostumada a valorizar o que é bom, que o que não for ela nem dará importância. Isto é que é legal...aqui em casa é assim, só que nós chamamos de "bola de neve boa", coisa de família, rsrsrs.
    Não nos conhecemos,mas gosto muito de você...

    Simone

    ResponderExcluir
  2. @Simone Alves
    Oi, Simone... acho que o nosso maior objetivo na vida é ver nossos filhos felizes e achei o máximo o nome de bola de neve boa que deram ao jogo do contente em sua casa. Espero que a bola de neve boa de vocês fique cada dia maior. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá Talita! inicialmente quero dizer que tenho tido o costume de "revirar" blogs, ou seja, ler todos os posts. O seu é a bola da vez e estou amando!
    Sobre o post, meu namorado têm dois filhos (Fernanda com 5 e Eduardo com 10) e agora a mãe das crianças teve um bebê do segundo casamento. Resultado: desde a gravidez a menina está um dengo também, não desgruda da mãe um segundo, chama atenção e chora o tempo todo e, com isso, não quer mais passar o final de semana na casa do pai. Mas acho que você me deu uma grande ideia! vou testar esse método, quem sabe as coisas melhorem um pouco. Se tiver alguma dica, agradeço, pois como não tenho filhos fica complicado avaliar certas situações.
    Abraço!

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.
Se precisar, entre em contato conosco através do email: talita@donaperfeitinha.com