Escalando

4.11.12 dona perfeitinha 1 Comentários


Não há um igual ao outro. Não sou como minha mãe, minha filha não é como eu. Amar e ser amado, porém, não depende de semelhanças de personalidade. Trata-se de cuidados, de respeito com o que o outro é. Admiração pelos esforços, pelos desejos realizados, pelas tentativas, mesmo que frustradas, oferecer um abraço fora de hora, perguntar sempre, todos os dias mesmo, se a pessoa precisa de ajuda, como foi seu dia, o que acha sobre algo, se importar com a opinião dela, conversar, contar caso, ouvir principalmente. Só ouvindo o outro é possível conhecê-lo. Dar valor ao amor que sentimos é demonstrá-lo de diversas formas, sem cobranças sobre quem é amado. Dizer 'te amo' não pode ser com lágrimas tristes nos olhos. Lágrimas só valem nessa hora se for de felicidade que explode, do contrário descem rasgando cobranças. Quero que meus filhos saibam que estou com eles em pensamento e no coração nas escaladas solo que a vida lhes demandar e deixarei sempre claro isso, com muito companheirismo, muitas palmas sempre e ombro a oferecer se preciso. Amor puro pra mim é isso. Sou assim com meu marido e sou assim com meus filhos. Atuo no filme da minha vida, mas sou apenas coadjuvante, mas principalmente expectadora do filme deles. Com orgulho.


Um comentário :

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.
Se precisar, entre em contato conosco através do email: talita@donaperfeitinha.com