Estrogonofe de frango - esse sim, delicioso!

20.11.13 Talita Cavalcante 6 Comentários

Extra, extra!!!! Sempre quis republicar (tem postagem antiga já, mas sem fotos detalhadas) essa receitinha tradicional daqui de casa. Quem é que nunca fez ou experimentou um estrogonofe de frango? Para aqueles que se arriscaram, mas não se deram bem, hoje vai ser marmelada. 

Ensinada a mim pelo meu marido que aprendeu na adolescência com um amigo, essa receita simplesmente tem minha total admiração:

Primeiro porque tem ingredientes fáceis de achar.
Segundo porque se feito com vontade de agradar, será o melhor estrogonofe de frango que qualquer um já comeu.

A primeira coisa é cortar o peito de frango (já beeeeem limpo!) em cubos (cerca de 500g ou um pouco mais) - do tamanho da preferência da maioria da sua casa, claro. Depois é hora de temperá-lo (dica: tempere com alho com sal caseiro e um pouco de shoyo - o suficiente para dar cor sem extravasar no salgado). Em seguida esquente a panela com óleo o suficiente para sujar todo seu fundo sem excessos. Jogue os cubos de peito de frango e grelhe-os até corarem, mas sem ressacá-los: 

Depois disso, já é hora de juntar uma caixa de 520g de Pomarola (quando se trata do estrogonofe, só usamos Pomarola em lata ou caixa - essa não é uma postagem patrocinada, acontece que até hoje só a Pomarola em caixa ou lata é molho suficientemente encorpado para essa receita):

Cortamos tomates (2 grandes) e cebolas (2 grandes) em pedaços grandes:

Jogamos na panela:

Usamos um vidro pequeno de palmitos macios e finos cortados em pedaços grandes de cerca de 3 cm (para não dissolverem ou desfiarem no estrogonofe). Depois viramos toda a água do vidro do palmito no caldo do cozimento: 

Usamos também 1 cubo de caldo de 'galinha com azeite' (ou simplesmente de galinha):

Uma lata inteira de milho em conserva (juntamente com sua água) - prefira o milho 'coração de manteiga' (vem escrito assim na lata) - é o mais macio - esqueci a marca.

E aí tampa-se a panela e deixa tudo cozinhando por cerca de 20 minutos, mexendo de 2 em 2 minutos para não deixar grudar ou queimar no fundo:

Para acompanhar, arroz branco e batata palha caseira (veja receita). A batata pode ser feita antes do estrogonofe e ficar reservada.

Na hora de servir, desligue o fogo e junte ao estrogonofe creme de leite fresco (caso não encontre, use o creme de leite de lata, nunca o de caixinha). O creme de leite fresco é o mais indicado porque não vai talhar o seu estrogonofe. Nunca use muito creme de leite. A proporção ideal é aquela que atinge um laranja claro. Infelizmente hoje, nesse post, faltou a foto do estrogonofe já com o creme de leite - acabou a bateria da minha câmera bem na hora e estava também com o celular descarregado (tinha sido um dia corrido, rs)..


Estrogonofes muito brancos não são tão bonitos nem tão gostosos, por isso use pouco creme de leite. E sirva-se, sirva-se muito, rs.






6 comentários :

  1. Huuum que delicia, a aparencia esta ótima, beijos
    Meu blog: FABIOLA KEFFER

    ResponderExcluir
  2. Talita boa tarde
    Amo estrogonofe com certeza vou fazer aqui em casa!!!!!!..

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Talita! Que delicia. Vou fazer com certeza.
    Não sabia que a água dos alimentos em conserva (palmito e milho) pode ser consumida. Pra mim ela era rica em todo tipo de conservantes artificiais. Rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. gosto muito do seu blog; Sempre com coisas práticas. acho lindas as panelas que você usa. pode me dizer a marca? Desde já fico agradecida.
    Paz e Saúde para você e sua família.

    ResponderExcluir
  5. Adorei a receita, mas fico com receio de usar a agua do palmito e do milho! toda vida achei que agua dos enlatados era pra ser descartado!

    bjs

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.