Mande em si mesmo!

8.11.13 dona perfeitinha 5 Comentários

Ao agirmos de uma forma ou de outra estamos, conscientemente ou não, escolhendo caminhos em nossa vida. Escolhemos com nossas atitudes sermos o que queremos ser ou o que achamos que queremos ser. Mas será que os babacas escolheram ser babacas? Será que os estúpidos ou mesmo os ignorantes escolheram isso pra eles? Acredite ou não, eu tenho 100% de certeza que sim. Por mais que sejam vítimas de muita coisa, que a história de cada um deles e a nossa própria em algum momento nos inocenta por termos sido vítimas de algo, todos nós escolhemos ser o que somos, todos nós temos culpa se em determinado momento escolhemos chorar a agir. Mas, sorte nossa, se escolhemos ser, também podemos escolher mudar. Mas por que mudar nunca é fácil? A pessoa acordou 6 horas da manhã durante 40 anos e de repente precisava mudar isso. Por mais que ela tente, por mais que se esforce, seu sono que era tranquilo agora é turbulento, chegando a ter insônia, e a pessoa continua acordando às 6 horas em ponto. Acabou mudando o que não queria. Mudanças não são fáceis porque foram escolhas que fizemos num primeiro momento. E primeiros momentos são perigosos, sempre! Quando se trata de primeiras escolhas, falamos em marcas, em determinações de personalidade, de comportamentos futuros. E aí parecem que ditam regras sobre nós, mesmo que já não gostemos mais desse nosso lado qualquer. Acho que deve ser por isso tudo, pelas regras do corpo e pelas psicológicas juntas a que escolhemos num primeiro momento, a que nos dispomos, a que nos seduzimos, que acaba, de alguma forma, criando entre todas elas um elo, fortificando-as. Assim, se tentamos mudar umazinha dessas características nossas que seja, juntam-se todas as demais em sua proteção. Porque família é família, digamos assim. Tem mãe que protege o filho de atitudes ruins a vida inteira, o acoberta, o perdoa, mal sabendo que está é criando um monstro com tais atos. Então a tarefa de mudar algo em nós não é fácil. É como convencer uma mãe que desejou, amamentou, educou um filho de que ele é um mal elemento, um ser que causa mal a outros, que impede o equilíbrio da vida. Quem foi que disse? Tudo vira contra a pessoa que se propõe a mudar. O jeito mais fácil então de sobreviver às turbulências geradas com a tentativa de mudança é se acomodar. Mais uma escolha errada. Mudar é preciso, esforçar-se é mais que necessário pra isso. A dificuldade é tanta que parece impossível. Por isso podemos entender quando alguém diz que perdeu um amigo pras drogas ou que o pai sucumbiu às bebidas. Drogas são escolhas erradas que as pessoas fazem num primeiro momento. Assuma essas escolhas. Reflita sobre a realidade em que se encontra. Mudar é mesmo impossível pra quem nega o que fez no passado. Mudar é mesmo impossível pra quem apenas tenta. Toda vez que me pego dizendo que 'tentei' alguma coisa, percebo que poderia eu ter apenas dito 'não consegui porque ainda não quis fazer isso'. Mas é muito complexo. Pode ser de uma simples 'tentativa' de criar horários no seu dia a dia à 'tentativa' de emagrecer. Querer é bem diferente de decidir-se. E o que eu sei é que as primeiras escolhas que fazemos na vida estão bem poderosas dentro da gente e pra mudar qualquer delas é preciso mandar. Tem certas coisas na vida que a conversa não leva a nada. Mandemos em nós mesmos! Sejamos honestos com o que somos, com o que fizemos e então poderemos mandar em nós e sermos atendidos! Eu, neste momento, estou me mandando ir fazer um lanche. Acabou essa história de pular refeições. 

E você? O que está precisando mandar em si mesmo?






5 comentários :

  1. o que preciso mandar para mim mesma é ter paciência para compreender que tudo tem seu tempo para ocorrer.

    www.umdiasereichef.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Talita,
    Adorei o seu texto.
    Ano passado tomei 2 atitudes na minha vida, 2 grandes mudanças, que diretamente estão relacionadas.
    Estou super feliz, pois sei que fiz a escolha certa, mas, a minha "família" não perdoa essas minhas escolhas, dizem que eu "mudei muito", e o pior que eu fiz as escolhas erradas.
    Sinceramente, por mais que doa, saber que não tem o apoio de minha mãe e filhos, e que eles não enxerguem que eu estou finalmente no "meu caminho", eu tenho a certeza de que fiz o que era preciso.
    Chega uma hora que precisamos tomar conta da nossa vida, assumir as "rédeas" como dizem por aí, e foi isso que eu fiz, e sou uma pessoa muito melhor hoje.
    Espero que todas as pessoas consigam se "mandar" e, poder dizer, isso deu certo ou errado, mas foi a MINHA escolha, Eu que fiz, Eu que quis, Eu assumi a Minha vida.
    Seja feliz, beijos

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto Talita!! Realmente, quem diz que tentou fazer algo, na verdade não fez nada ainda, não quis o suficiente a ponto de realizar a tarefa.
    E eu estou precisando mandar em mim mesma!! Me mandar a limpar minha cozinha, aquela limpeza dos armários, exaustor, que sempre ficam para depois!! rsrs
    beijo.

    ResponderExcluir
  4. Oi Talita,

    Amei o post, estou precisando mandar em mim mesma em várias coisas.
    Já mudei muito e hoje graças a Deus consigo ter maior domínio sob o que eu quero e o que eu não quero.
    O seu texto da uma chacolhada, precisamos disso semanalmente.

    Bom fim de semana!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Adorei!!! Preciso ler o seu texto todos os dias pela manhã. Pois sou viciada em rotinas e nem sempre é saudável. Bjos

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.
Se precisar, entre em contato conosco através do email: talita@donaperfeitinha.com