Aqui, ali, onde quer que seja, o que quer que faça

17.2.14 dona perfeitinha 1 Comentários



Então meus amigos, amigo mesmo é aquele que se desprende de preconceitos no que se refere à pessoa em quem se foca atenção e destina companhia. Se és médica, se és informante, se és sujeito de ajuda, de servir, de ensinar, de escrever, o que quer que seja, seja bom, amigos terá. Sua real importância no universo tem a ver com ser bom. Seja-o. Faça o bem e então poderá dar as costas a quem quer que lhe tente o mal. Dar as costas, porém, é coisa polêmica. Tem por aí os super politicamente corretos que caracterizam tal ato como desprezível. Coisa nenhuma! Não sejam tolos ou ensinem seus filhos a tolice. Há sempre alguém ganhando com gente boa demais. Ser bom, não é sê-lo em seu próprio prejuízo. Ser bom é ser bom pro outro, mas pra você e sua família em primeiro lugar, desde claro se há para todos merecimento. Não me venha com sorrisos forçados, longe de ser bondade isso. Não me venha com liçõezinhas pré-aprendidas em dizeres de Facebook. O fato é que para poucas coisas na vida há uma regra geral. Frases bonitas são sempre bem vindas, mas longe de serem levadas como 'mandamento'. A vida precisa ser equilibrada, mas quem é que o é 100% do tempo? Por isso o equilíbrio tá no balanço das coisas. Se erro hoje, posso acertar amanhã e se meu pêndulo tender ao meio ou à maioria de acertos, ótimo, vou bem, se ao contrário, porém, para mudar basta querer. Reparou que quem carrega preconceitos demais tem amigos de menos, sorrisos precários, e solidão demasiada? Tudo na vida (e aqui entra uma regra) envolve escolhas. Pensemos! A responsabilidade é grande, mas a vida por si só já é um ótimo prêmio, escolha certa. 







Um comentário :

  1. O prazer, o dever, a eficiência e a vontade de ver o outro feliz.

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.
Se precisar, entre em contato conosco através do email: talita@donaperfeitinha.com