Vencer ou perder?

12.6.14 dona perfeitinha 3 Comentários



Quantos de nós ainda não chegou a uma resposta a essa questão! E a Copa tá aí, ou melhor, tá aqui! Estamos, cada um a seu modo, preocupados em torcer ou deixar de lado. Defesas para os dois lados se ouve em cada canto desse Brasil que está mais movimentado, que vai causar positivamente e negativamente na imprensa interna e lá fora. O fato é que precisamos tentar diferenciar política da Copa, apesar que a realidade é que tudo isso é uma coisa só. E é mesmo difícil vibrarmos de alegria, carregados de vergonhas políticas, afinal, o mundo está, a partir de hoje, focado em nós e nós brasileiros responsáveis por colocar quem colocamos no governo, também somos responsáveis por reconhecer erros. Mas a defesa de que tivemos todo o tempo para protestar e que justamente agora quando a Copa acontece no Brasil não é momento, que devíamos aproveitar e dar nossa torcida máxima, não é de todo ruim. Mas é preciso ter holofotes, protestos precisam da imprensa, o momento é bom por isso. Mas quem se decidir por isso, que não erre pior que os políticos, que não cause transtornos. Se porém, preferir somente o lado bom que é bom também, por favor, apenas não se esqueça que, finda a Copa, mesmo que vençamos e estejamos com o peito inchado de orgulho do nosso futebol, nosso Brasil está carente de mudanças políticas, estamos cansados de ver tanta coisa errada acontecer e não é só no âmbito político, mas principalmente nele. Acho que devemos torcer, aceitar o orgulho de ser brasileiro, sem vergonha de ser feliz nessa Copa, porém, sem esquecer que o Brasil está carregado de vergonhas que podem e devem ser corrigidas no momento certo, o do voto, ainda esse ano. 

E é COPA! No Brasillllll! Bons jogos pra nós!

3 comentários :

  1. Amei seu texto, disse tudo que penso, rs, beijos
    FABIOLA KEFFER

    ResponderExcluir
  2. Discordo em muitos pontos com o governo, mas mesmo assim não posso aplaudir a atitude dos torcedores que desrespeitaram uma mulher que, ainda por cima, é a presidente do país . Sou educadora e vivo na esperança de um país melhor, onde as pessoas sejam educadas e capazes de respeitar opiniões, opções e escolhas diferentes das minhas. Um Brasil onde as famílias e o governo priorizem a educação e onde toda forma de intolerância seja repudiada. Por uma nação melhor sem violência e com inteligência.

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.
Se precisar, entre em contato conosco através do email: talita@donaperfeitinha.com