Vida que passa, passará, mas ainda não - ser perfeito demais não compensa!

28.8.14 dona perfeitinha 0 Comentários

Me desculpe você que é certinha demais, me desculpe você que quer alcançar uma perfeição em tudo, em todos. Peço desculpas porque minhas palavras a seguir irão contra esse lema.
Acho o 'perfeito' super chato. Acho o 'ideal' um engano. Acho que ser alguém que quer tudo no seu devido lugar, tudo tão limpo a ponto de gastar tempo que não tem limpando ou (pior!) mandando limpar, é alguém que sofre e não confessa. Não deve ser fácil ser assim. Vejo muito sofrimento ali.

Talvez você me considere por conta do nome 'dona perfeitinha' que sou exatamente assim: perfeita na execução e nos resultados. Infelizmente, acredito que isso não existe e, FELIZMENTE, rs, ando paralela à perfeição, ou seja, sem expectativas de um dia cruzar seu caminho. O nome dona perfeitinha é justamente a classificação de uma luta filosófica: farei sempre o melhor que posso, mas sem criar estresse sobre os erros, sobre os resultados 'não tão perfeitos assim'. Hoje sei abrir um sorriso mesmo quando percebo que algo não saiu exatamente quanto eu idealizei. E isso é ótimo. Lembro do dia do meu casamento, foi tudo tão lindo, tão bom, mas longe de ter sido um evento em que todos tiveram a mesma impressão. Tenho perfeita ideia dos erros todos (a decoração passou longe de ser a que eu queria, o buffet demorou a servir porque teve problemas com forno e fogão), mas apesar de tudo, te digo com o coração encantado: olhei pra tudo aquilo que não tinha solução com um sorriso e para o que tinha solução fiz o que pude fazer, mas o que eu queria mesmo era aproveitar a festa ao lado do meu marido e amigos e devo dizer que foi uma linda festa, dançamos muito entre palco e pista com nossos amigos e famílias. Pra mim, foi perfeito e essa perfeição, a única que realmente existe, está plantada no meu coração. Mas na vida já sofri por pequenas coisas inúteis e, por vezes ainda sofro, mas na mesma hora que vejo a bobagem que estou fazendo, viro o jogo e vou aprendendo. A gente evolui se quisermos evoluir. É ridículo pensar que alguém perde uma noite de sono por conta de algo material. Lembremo-nos que 'no final tudo dá certo', tente enxergar o 'certo' com outros olhos e ficará feliz do mesmo jeito.

Não estou dizendo que é bom ser conformista, ou seja, se conformar com tudo da forma que lhe aparece. Não! Acho que temos que buscar realizar as coisas, sentimentais ou materiais da forma que desejamos, idealizamos; mas, por favor, sofrer por algo apenas porque não saiu do jeito exato que pensava é bobagem. Corra atrás novamente, busque alternativas de solução, não se estresse ou se desentenda com as pessoas, exija o que foi combinado, ache soluções reais, alternativas que lhe deem um resultado satisfatório. Faça seu melhor, se orgulhe disso, mas não estresse as pessoas ao seu lado. O pior é quando se é certinho demais e quer mudar o outro. Ninguém muda ninguém e não sou eu que vou mudar você também... minha intenção é apenas levantar o ponto de que se você está sofrendo, deixando de viver feliz, relaxada, aproveitando cada momento como ele é por conta dessa escravidão à busca da perfeição, está, na verdade, perdendo tempo de vida e é você quem pode mudar isso, só você!

E quer saber o que mais? Amanhã você pode não estar mais nesse mundo. É isso que quer pra você? Quer ser lembrada como a chata que o tempo todo corrigia uma 'imperfeição' no seu filho? Que só sabia apontar erros em tudo quanto é lugar e pessoas? Que demasiadamente reivindicava elogios o tempo todo sobre tudo que fazia? Lembre-se que ninguém se importa se sua louça custou 80 ou 8 mil reais; lembre-se que ninguém repara, a não ser por poucos segundos, se seu banheiro é de azulejo barato ou mármore carrara. O que as pessoas levam consigo é o momento que viveram ao seu lado, o carinho que receberam, o conhecimento gratuito que trocaram. Muitas vezes o formal demais marca as pessoas de forma negativa. A vida leve, relaxada é muito mais saudável e divertida. Não é fácil conseguir viver assim, vamos sempre ter estresses e preocupações profundas, mas tentar é um grande passo, querer é o melhor.


E a gente se vê e se lê por aqui e ...
... nas redes sociais:







0 comentários :

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.
Se precisar, entre em contato conosco através do email: talita@donaperfeitinha.com