Como fazer a folha de ponto da empregada doméstica - e uma dica de como e onde fixá-la

4.9.14 dona perfeitinha 1 Comentários


Quando finalmente os direitos dos empregados domésticos foram reconhecidos como os mesmos de qualquer outro empregado (falta ainda o mesmo quanto ao FGTS) eu estava sem funcionária em casa. Então, quando finalmente, arrumei uma - cuja ajuda foi primordial para eu ter conseguido retomar o blog como ele merece, tive que me inteirar sobre a folha de ponto.

Como fazer e como orientar a funcionária a assinar a folha de ponto?

Tive ajuda de uma amiga que me emprestou o arquivo que fez no Excel.
Um programa de planilhas é o melhor para construir o arquivo.
O arquivo da minha amiga contém apenas os dias do mês, o que fica mais simples e prático. A empregada vai assinar no dia 1, 2, (...), 30, 31. Acaba que achei melhor acrescentar o dia da semana também, o que tornou meu arquivo mutável, ou seja, todo mês, ao imprimir a folha de ponto, tenho que alterar o calendário e dias da semana. Dá trabalho, mas ajuda a não haver erros. 

Veja a folha de ponto que uso, baseada no arquivo da minha amiga:
Se você tem habilidade em mexer num programa de planilhas, aconselho que faça o calendário mutável com dias da semana. Outra dica, uma que facilita bastante as assinaturas é o escurecimento das linhas referente ao domingo em que não se trabalha ou mesmo, como no caso da minha empregada, do sábado e do domingo.

A folha de ponto é essencial para, no final do mês, os direitos serem garantidos, afinal, é através dela que fazemos o cálculo de hora extra. Lembrando que nenhum funcionário pode trabalhar mais de 10 horas por dia, mesmo que haja hora para ser compensada. Talvez ainda faça um post sobre os direitos e deveres do empregado e do empregador, mas esse especificamente, trata apenas de mostrar pra vocês como fazer uma folha de ponto e dar uma dica bacana de onde fixá-la.

Portanto, ainda sobre como fazer a folha de ponto:
Na folha deve haver:
- O mês e ano da folha de ponto (faça como se fosse o título)
- Dados do empregador - nome, endereço, telefones celulares e fixo (inclua aqui telefone de todos da casa para facilitar para seu empregado em caso de precisar ligar pra um deles).
- Dados do empregado: nome completo, número da carteira de trabalho, CPF, Identidade, endereço, telefones.
- Campo para preenchimento diário de hora de entrada; início da hora de almoço; fim da hora de almoço; hora da saída. Campo para soma do total de horas trabalhadas no dia. Espaço para assinatura do empregado.
Gosto de dar uma rubrica a cada preenchimento diário, pois é como um 'OK', tá tudo certo hoje.

ORIENTAÇÕES AO EMPREGADO:
Oriente sua funcionária a seguir o relógio da casa, colocando hora e minutos exatos. Assim fica mais justo para todas as partes. Um documento, realmente válido, não pode ter rasura, portanto, oriente sua funcionária a ter muita atenção na hora de assinar a folha de ponto.

ORIENTAÇÕES AO EMPREGADOR:
No dia de fazer o pagamento, no fechamento do mês anterior, faça as contas de hora extra, considerando que cada hora extra normal vale 1,5 vezes o valor da hora do trabalho remunerado. Grampeie a folha de ponto junto ao recibo do seu funcionário e arquive-o adequadamente.

ONDE DEIXAR A FOLHA DE PONTO?
Como a folha de ponto virou obrigatória, temos que ceder um espaço da casa para ela e que, de preferência, seja próxima ao local de entrada do seu empregado. Que seja uma gaveta, a folha de ponto deve estar à mão, junto a uma caneta, para que o funcionário, assim que chegar ao serviço, possa fazer seu primeiro registro do dia com a hora de entrada. Mais tarde, à hora de almoço, o empregado vai novamente assinar início e fim. E mais uma vez, junto à assinatura dele, o horário de saída ao final do expediente.

Eu optei por pendurar a folha de ponto num canto da minha área de serviço. A dica, pra quem gostar, é comprar uma prancheta grande que venha com um orifício para ser pendurada. Bater um prego ou fixar um parafuso (dê preferência a essa última opção que dificilmente gera manutenção) e então pendurar ali a prancheta. 
  

Nela mesma, amarro com fio de naylon uma caneta que, para sempre ter tinta à hora que precisa é necessário ser deixada de cabeça pra baixo. Quem tiver opção de comprar uma prancheta com local de prender a caneta, melhor ainda!



Espero poder ter te ajudado com essa dica.

E a gente se vê e se lê por aqui e...
... nas redes sociais:







Um comentário :

  1. Rsrsrs!! Meu marido é grafico! Ele fábrica caderno de ponto. Ele não deixa eu fazer! Mas é uma opção para quem não quer ir a papelaria.

    ResponderExcluir

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.
Se precisar, entre em contato conosco através do email: talita@donaperfeitinha.com