Fosse eu menina de novo



Ah, fosse eu menina de novo
Fosse eu astuta com pensamentos e palavras
Escolheria diferente
Teria usado minha lábia co'outra gente

Viveria mais para os meus
Preocuparia-me mais com meu interior
Cá estou
De nada adiantou
Corro tarde atrás de informações
Conhecimento mesmo não tenho a chance de vivência-los tanto mais.

Ainda firmo-me nos pés.
Já não tenho mais mente curta.
O tempo porém, vejo, não é suficiente
Apresso-me aqui a dizer a ti que ainda vive bem e com tempo a mais

Seja o que queres ser
Descubra o que importa lá dentro de você,
Não dando ouvidos a agradar quem nunca sentirá o que você sente
Deixe quem só quer mandar em você
Esteja com quem se interesse por você,
Escolha estar onde há mais para aprender
E menos marés contra as quais lutar.

Conheça-te. Aprofunde-se em sabedorias sobre si mesma.
Aprenda com as observações e transforme-se para melhor sempre.
Respostas estão ao nosso dispor se não fecharmos nossos olhos a elas...
Escolha querer ver, querer conhecer.
Escolha viver bem.





Fosse eu menina de novo Fosse eu menina de novo Reviewed by Talita Cavalcante on junho 30, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz.

""Obrigada por visitar e compartilhar! Inscreva-se no YouTube!""

Tecnologia do Blogger.