Quem pediu sua opinião?



CITAÇÃO E ATITUDE PARA HOJE!


Algo muito importante pra todos refletirmos aqui!
....

Crescer, evoluir, necessariamente demanda-nos enfrentar verdades sobre nós mesmos. Mas essa é uma escolha pessoal e parte de dentro, raramente de fora, apesar que vemos alguns casos em que a pessoa é sacudida bruscamente por uma verdade ‘não pedida, não desejada’ e escolhe olhar o lado bom da dor e se tornar uma pessoa melhor com isso, aprender com ela e, consequentemente, sair de seu estado de comodismo e crescer naquele aspecto. 

Eu, hoje em dia, tenho orgulho de dizer que, sabendo dos meus defeitos (não todos, mas esperando ser capaz de percebê-los em algum novo espelho por aí!) e me conhecendo o mais profundo até agora possível, escolho estar aberta a ouvir o que for e analisar. Analiso porque pode ter fundamento, mas se perceber que nada daquelas críticas tem a ver comigo, simplesmente desprezo. Tenho dó de quem fala bobagens ao outro por más intenções, como por motivo de inveja ou por qualquer outro motivo que não seja ajudar por carinho, por interesse em ver o outro aprimorar-se. Há muitas pessoas por aí fingindo ser amigas, mas invejando e querendo 'competir' no lugar de desejar verdadeiramente a felicidade do outro, a evolução do outro.

Algumas pessoas que criticam o outro, fingem para si mesmas que criticam para ajudar (e pouco sabem de si mesmas e não querem saber!). Essas pessoas criticam o outro e quando ouvem críticas de volta, apelam. Normalmente, essas pessoas chamam outras de 'falsas' e não percebem que são movidas por uma falta de olhar pra dentro ou por preocupar-se mais com o outro do que consigo! Com isso, se tornam mesquinhas, culpando tudo e todos a sua volta, na ilusão de que somente elas são realmente verdadeiras porque 'falam verdades'. Mas essas 'verdades' para elas são inquestionáveis, são únicas. Elas não estão abertas a aprender ou a respeitar 'verdades' que vem de fora, mas fazem questão de impôr as delas.


Não tenho raiva de pessoas assim, no máximo posso rir delas, o que não gosto de fazer, pois sinto mesmo é um dó tremendo por ela fazer escolhas assim na vida (provavelmente nunca soube o que é ter um companheiro, um amigo profundo, nunca permitiu ao outro aproximar-se a esse ponto, pois repele a todos em algum momento). Porém, nunca deixo de avaliar o que disseram pra mim, pois, às vezes, pode sim ter um fundinho de verdade ali que possa me servir para crescer a respeito. Pode mesmo ter sido um presente! É bom ficar de olho até no que os chatos dizem, né?


Mas existem no mundo muitas pessoas que escolhem não abrir mão de suas ilusões, desde o campo espiritual ao campo social, maternal, profissional. Normalmente lidam com críticas não pedidas com reações parecidas, devolvendo 'verdades' ao outro. Pra que isso, minha gente? Tomemos cuidado com as palavras!

O melhor pra todos é escolher se afastar das pessoas que não te acrescentam com carinho. Verdades que nos são ditas sem perguntarmos pela opinião do outro partem normalmente de gente desrespeitosa de quem queremos ficar longe. E não precisamos devolver ofensas apenas porque não concordamos com o que a pessoa diz ou porque a pessoa que diz está sendo desrespeitosa! Reagir assim apequena porque isso é ser desrespeitoso também. Nesse caso ninguém aprende nada. Tem gente que insiste em dizer que isso é ser 'verdadeira'. Ridículo! Isso é apenas ser 'egocêntrica'. O ego é o pior inimigo do aprimoramento pessoal, cuidado com ele! Ser 'verdadeiro' acima do respeito ao outro é, na verdade, ser falso, pois bate de frente com o 'ser' algo de bom. E se você quer ser bom para o outro, levar coisas boas, plantas sementinhas saudáveis por aí, não seja incoerente em suas palavras! Se o outro não pedir sua opinião, por que falar algo? Isso não pode ser chamado de verdadeiro. Verdade é apenas a máscara do desrespeito nesses casos. 

Tenho um exemplo bonito pra defender essa tese: Nem mesmo um pai deveria dizer tudo a um filho. Há coisas que um filho pode aprender sozinho e deve! Ouvi uma história assim... Uma família conheceu o namorado da filha e percebeu algo muito incompatível com a filha nele. A mãe quis contar à filha, mas o pai a impediu. 'Ela é inteligente. Deixe que ela perceba sozinha! Se for o caso disso não acontecer, interferimos a tempo, mas não agora.' Que lindo! E a filha percebeu junto. Ela precisava enfrentar esse espelho e avaliações sozinha! 

Em um livro do Luiz Hanns, li algo muito legal também:
"Não pense que intimidade lhe dá liberdade pra dizer o que pensa sem tomar cuidado com a autoestima do parceiro."

E isso vale para filhos e amigos também! Ninguém precisa sair destilando 'verdades' pessoais pra todo mundo, especialmente se não pediram sua opinião. E, afinal, que verdade é essa? Sua verdade não é a única e talvez, no fundo, seja a mais incoerente e falsa de todas. Você deve conhecer mais a si mesmo que ao outro, preocupar-se mais com seu crescimento do que com o do outro se não quiser dar sinais claros de sua inveja por aí!


Porém, há outras questões aqui!



- Quem realmente quer crescer, deixa claro na forma de suas perguntas e interesses. Eu, por exemplo, tenho um combinado com meu marido, que mesmo que eu não pergunte sua opinião, que ele me diga o que achar sobre qualquer de minhas atitudes. Eu faço o mesmo. Mas fazemos isso com muito carinho, cuidado e amor, como fazemos com nossos fillhos, porque sabemos de duas coisas. Apesar da nossa intimidade, sabemos que... 

1) A ilusão quebrada por si só já é sofrida.

e

2) Que mesmo que a gente 'ache' algo, a gente também pode estar errada a respeito, pois não existe verdade absoluta e quem sou eu para saber mais que o outro sobre ele mesmo?

Saber disso nos ajuda a respeitar nossas diferenças num nível muito profundo em que conversamos alegremente sobre elas e aprendemos a amá-las no outro, do jeitinho que são e, principalmente, aprendemos a amá-las em nossos filhos. Para conseguirmos educar com respeito à natureza dos nossos filhos, precisamos desses aprendizados. Corrigir com amor é muito necessário também, porém precisamos aprender a ouvir de volta correções vindo de nossos filhos, pois nós também erramos. E ensinar ao filho que querer evoluir para si mesmo, para engrandecer sua natureza é um dos papéis fundamentais de um bom pai. Mas só saberá ensinar um filho a fazer escolhas assim quem também as faz, quem também recebe bem suas críticas e não tem medo de enxergar e derrubar suas ilusões do passado. Crescer junto deve ser o grande objetivo de quem exerce o amor com respeito.

Com amigos queridos também sabemos ‘perguntar por ajuda’. Nem todos serão sinceros porque existe ali um medo por perder a amizade que é natural. Lembro quando alguns amigos leram meu romance a meu pedido. Eu queria ajuda sincera por críticas que me ajudassem a melhorar meu texto, mas entendo perfeitamente porque muitos não tiveram coragem em dizer. Eu poderia perfeitamente pagar profissionais que me falariam as 'verdades' que eu procurava. Eles eram meus amigos e eu estava misturando as coisas. E eles não deixaram de ser verdadeiros por isso. Eles apenas fizeram uma escolha coerente: nossa amizade era mais importante do que uma análise crítica de um livro.

- Quem somos nós para criticarmos algo no outro? Respeitar o outro tem a ver também em não sair por aí dizendo verdades que o outro não pediu pra você (quando pedido é diferente, aí sim é ‘ajuda’). Quem realmente quer crescer em algum aspecto já está crescendo, pode ter certeza. Essa pessoa já encontrou seus meios de procurar ajuda profissional ou em seu meio de pessoas realmente próximas. Se ela quiser a sua ajuda, fará uma pergunta realmente interessada em ouvir o que você acha a respeito. 

-Porém, quem infelizmente não quer crescer, não quer evoluir e não quer ouvir de ninguém nenhuma verdade, precisa ser respeitada também. Somos pessoas livres para escolher e tem pessoas que não crescem porque não lidam bem com a dor. E isso deve ser respeitado profundamente. Respeito é não impor sua verdade ao outro que não a pediu. Respeito é entender que sua verdade, por mais verdade que lhe pareça, pode ser um grande equívoco seu também. Pode ser que sua verdade precise também ser questionada pra que você mesma cresça.

- Tem gente que diz que é seu 'jeito de ser' sair por aí falando suas 'verdades' para o outro. Infelizmente, essas são as pessoas que menos se conhecem, mas acham que sabem tudo a respeito do outro. Essas pessoas não percebem que vivem causando o estresse que carregam dentro de si mesmas. Elas não percebem que são elas que precisariam enfrentar a dor terrível de saber que ao dizer que 'são assim' estão escolhendo não evoluir, não crescer e não aprender com a vida, estão escolhendo continuar assim, não verdadeiras como mentem pra si mesmas, mas desrespeitosas com o outro. Elas escolhem ser assim, elas escolhem falar coisas pesadas ao outro e se escondem por trás de uma ilusão de que 'são assim'. Ninguém 'é' nada. Todos 'estamos' escolhendo agir assim ou assado. Podemos querer mudar, querer melhorar, mas pra isso será preciso enfrentar a dor de reconhecer a ilusão que construímos pra justificar nossos atos desrespeitosos com os outros.

- Se você quer crescer de verdade, primeiro precisa aprender mais sobre as escolhas que faz em relação ao outro. Se você tem pensamentos invejosos, se você se acha melhor que o outro, se você tem raiva quando o outro lhe diz sua opinião, enfim, se você se encaixa em qualquer dessas situações de comparação com o outro, você precisa aprofundar-se em si mesmo antes de se sentir capaz de 'interpretar' o outro e, se algum dia perguntarem por sua opinião, entenda se é mesmo necessário dizê-la. Você pode estar apenas jogando coisas ruins ao vento. Verdades falsas...

- Que tipo de pessoa queremos ser? Se queremos ser melhores, essa é uma verdade que combina com todo mundo que cresceu: Enfrente suas dores, veja se tem fundamento certas verdades que você nunca considerou questionar! Pare de desrespeitar as pessoas com verdades 'não requisitadas'. Se você critica demais os outros, é sinal de que está precisando criticar mais a si mesmo e tentar crescer com isso.

Qual é o ponto bom de tudo isso?

Saiba que já enfrentei muitas dores decorrentes de 'verdades' que eu precisava conhecer sobre mim. E, com isso, cresci em vários aspectos. A dor é fundamental. E quando estamos abertos a crescer, a ser uma pessoa melhor, acontece o seguinte:

a) escolhemos enxergar nossos erros,

b) passamos a saber pedir ajuda a pessoas que admiramos,

c) corrigimos nossos erros mais rapidamente e nos orgulhamos disso!

d) aprendemos a nos comparar apenas com o nosso eu de ontem e nunca com outras pessoas.

d) mudamos pra melhor, dia a dia,

e) aprendemos algo novo todo dia,

f) somos mais felizes e resolvidos,

g) não nos magoamos com pessoas 'haters' ou desrespeitosas porque lidamos bem com as verdades que já conhecemos sobre nós mesmos e, se forem mentiras, sentiremos dó da pessoa que nitidamente vemos que está mal intencionada, apesar de achar, mentindo pra si, que está ajudando.

h) aprendemos que pessoas que destilam mentiras e venenos achando que são verdades que ajudarão ao outro estão sendo motivadas e escravizadas por inveja ou por sua auto-estima baixa ou por qualquer outro sentimento ruim que carrega. Dignos de dó qualquer desses motivos!

i) aprendemos, por fim, a seguimos felizes apesar dessas pessoas rondarem nossas vidas sem termos pedido pela opinião delas.

Crescer é bom. Querer enxergar nossos defeitos é melhor ainda.
A pior escolha para nosso crescimento pode ser apegar-se demais às nossas ilusões e mentiras proferidas por nós mesmos a nós mesmos... 

Porém, devemos respeitar essa escolha de alguns. Que vivam em suas ilusões quem não tem coragem para reconhecê-las!

Quem pediu sua opinião? Quem pediu sua opinião? Reviewed by Dona Perfeitinha on outubro 19, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

"As redes de pescar palavras são feitas de palavras." Otávio Paz. Temos o poder de escolha sobre as palavras que proferimos. Escolha ser gentil! Respondo mais rapidamente no canal do YouTube, porém, aos poucos, vou respondendo aqui. Veja se a informação que precisa já não está na postagem. Espero o melhor pra você! Meu objetivo aqui é te inspirar e me inspirar junto à troca que tivermos!

""Obrigada por visitar e compartilhar! Inscreva-se no YouTube!""

Tecnologia do Blogger.