DICAS

ALIADOS DA CASA

REFLEXÕES

Beleza onda há belezas diversas, feiura onde só há feiura.

by - junho 18, 2020



Sou uma pessoa encantada pelo belo!
Mas belo, minha gente, não é algo tão óbvio assim. Não é como dizer que 'eu prefiro morar em prédio de luxo a um prédio caindo aos pedaços'. Nesse caso, tão óbvio, quem não prefere o mesmo?

No caso do belo, porém, acredito que não sejam todos da mesma espécime, 
Existem claramente vários tipos de belezas e, meu belo, portanto, pode não ser o mesmo que te encante tanto.

Meu belo é a espécime que combina com meus valores individuais.
Por exemplo, para mim, acontece sempre de eu identificar uma pessoa bonita, de qualquer idade, qualquer sexo e, de repente, ouvir a pessoa se expressando num português chulo.
Nesse instante, a beleza exterior da pessoa ganha destaques de feiura tremenda. 
Que adianta a pessoa gastar horas de sua vida (e talvez dinheiro) com uma aparência impecável quando seu interior é carente de um tempo com valores que, (lembre-se bem!), são importantíssimos para meu padrão de belo?

E aí é que está! Existem muitas pessoas felizes com seus belos diferentes do meu, e que bom que é assim! Não posso criticar o outro por não gostar da beleza que me encanta. Posso criticar apenas o contexto da feiura, também relativa, que aparece pra mim.

Existem muitos por aí que se importam mais com valores estranhos para mim. Dão valor ao que pra mim parece feio! Vejo pessoas levantando suas bandeiras de belo o tempo inteiro. Dizendo que belo é isso e não aquilo e claro que o fato é falácia. Com a informação, por exemplo, de que 'belo é quem é culto e já leu todos os clássicos russos', pode provocar em alguém a paixão pela bandeira de que 'todos PRECISAM ler os clássicos russos'. Quem precisa o que? Por mais que eu goste dos autores russos, sei que é falácia a obrigatoriedade de suas leituras. E que bonito, pra mim, é ler, simplesmente ler, bons livros. Livremente, à escolha do que a mim parecer belo. E mais ainda, conheço tanta gente mau caráter que é culta e entende tudo dos textos russos! Que beleza é essa que tantos querem pregar?

É por conta da falta de respeito com o belo do outro e devo voltar lembrando que não desrespeito ninguém que prefere a aparência física à profundidade de pensamentos, pois na verdade entendo que o belo dessas pessoas é isso e como todos nós somos movidos por nossos encantamentos, todos precisamos do que é belo pra gente.

Mas é fato que uma vez conhecendo belezas maiores, o desencanto com belezas antigas acontece.
E os belos vão mudando ao longo da vida e te encantando cada vez mais ou menos.
E para pessoas como eu que buscam belezas novas, incrustadas em conhecimentos novos, fica mesmo difícil aceitar (mas continuamos a respeitar) que muitos não queiram também desbravar florestas de belezas mais diversas.
É estranho pra mim, mas exercito minha própria definição de belo: ser feliz com o meu belo e respeitando o belo alheio, mas denunciando atos desumanos e que não merecem respeito, pois beleza por mais relativa que seja não pode nunca ser desculpa para psicopatias e atos criminosos e de falta de um caráter de essência.  Nesses casos, 'feiura' é o nome que os definem universalmente! E aqui não há relativismo, minha gente!

Eu sou Talita Cavalcante, a dona perfeitinha! E você me encontra em:

- Textos matutinos aqui no blog;
- No meu canal do YouTube/DonaPerfeitinha
- No meu Instagram:  @talitadonaperfeitinha 

Além disso, gostaria de te convidar a conhecer meus livros em eBook na Amazon:

 'Depois que você se foi" (romance).

You May Also Like

0 comentários

Temos o poder de escolher fazer com amor, todo dia! Por favor, entre em contato comigo através do canal YouTube.com/donaperfeitinha ou através do Instagram @talitadonaperfeitinha

Experimente o Canva Pro

Pesquisar neste blog