Silêncio preciso!


Em meus cadernos de escrita,
Pronomes, substantivos, verbos, artigos.
Muitas palavras emaranhadas com muito sentido.

Sentido ali não falta.
Mas não são palavras precisas,
Mas precisas são em momento vão
Que aos meus cadernos recorro
Em busca de inspiração.

E por mais que lidas aleatoriamente,
Por vezes a precisão se faz congelante.
Quem nunca ficou boquiaberto ao abrir um livro e encontrar respostas?
Meu caderno, por ora ou por outra, com a mesma sorte de tropeçar e não cair,
Me oferece algo magnífico e perfeito
Que devo aproveitar de imediato
Para não perder o furgão do próximo horário.

E basta a mim assentar aturdida pela perfeição das palavras recém encontradas,
E correr o risco de escrever algo também distinto e lindo,
Que depois é como contemplar o sol pouco antes das seis da manhã.
Aceitando suas cores,
Aceitando o calor se aproximando,
Impregnada de silêncio
E contemplando.
Simplesmente ali, no silêncio,
Contemplando a precisão que é escrever para mim.



Eu sou Talita Cavalcante, a dona perfeitinha! E você me encontra em:

- Textos matutinos aqui no blog;
- No meu canal do YouTube/DonaPerfeitinha
- No meu Instagram:  @talitadonaperfeitinha 

Além disso, gostaria de te convidar a conhecer meus livros em eBook na Amazon:

 'Depois que você se foi" (romance).

Postar um comentário

0 Comentários